A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/11/2014 10:33

Quadrilha invade distribuidora, rende funcionários e rouba fortuna na Capital

Renan Nucci

Uma quadrilha de assaltantes invadiu a sede da Distribuidora Santana, no Bairro Caiçara, em Campo Grande, rendeu quatro funcionários e depois fugiu com documentos, telefones, dinheiro, talões de cheque e outros bens, causando um prejuízo superior a R$ 500 mil. O crime ocorreu na manhã de ontem (27), na Rua do Ouvidor. Os bandidos usavam luvas, óculos escuros e um carro com placas de Minas Gerais. Até o momento ninguém foi preso.

De acordo com o boletim de ocorrências registrado na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) da Capital, uma funcionária de 27 anos chegava ao local de trabalho, quando foi rendida ainda no estacionamento por dois homens armados, inclusive com pistola.

Ela foi levada para o interior da empresa, onde mais três colaboradores, de 34, 36 e 53 anos estavam sob a mira das armas de outros dois bandidos. Utilizando óculos escuros e luvas, os criminosos subtraíram grande montante de dinheiro e cheques, além de um computador da empresa, onde estavam os registros das câmeras de segurança.

O primeiro a ser rendido o funcionário de 36 anos, que foi agredido com tapas e chutes. Os colegas dele, abordados em seguida, também receberam tratamento violento semelhante. Após se apossarem dos bens da empresa, o grupo passou a tomar documentos, celulares e chaves dos veículos das vítimas, para dificultar que elas denunciassem o caso. Em seguida eles fugiram em um veículo Fiat Siena, com placas de Minas.

Em momento algum eles fizeram questão de esconder o rosto, mantendo apenas os óculos escuros, mas mesmo assim, nenhum suspeito foi identificado. De acordo com o delegado Fábio Peró, da Derf, levando em consideração o modo de atuação, é possível afirmar que a polícia esteja lidando com uma quadrilha experiente, especializada neste tipo de crime.

“Pela experiência que temos, acreditamos que seja um grupo especializado. Trabalhamos com duas hipóteses iniciais. Ou a empresa foi escolhida por causa do porte, pois acumula muitos bens de valor, ou porque alguém forneceu informações que facilitaram o roubo, motivando os ladrões. No entanto, ainda é cedo para fazer afirmações”, disse o delegado.

O prejuízo causado seria superior a R$ 500 mil, mas ainda não houve confirmação. “Estamos aguardando um levantamento que será feito pelo financeiro da empresa”, completou.

Bandidos atiram contra vítima que não reagiu a roubo de carro, mas erram alvo
Um homem de 53 anos por pouco não foi baleado durante roubo ocorrido ontem (23), no Bairro Universitário, em Campo Grande. A vítima foi rendida enqua...
Recepcionista é amarrado e torturado durante roubo de automóvel na Capital
Um recepcionista de 51 anos viveu momentos de tensão ontem (15), ao ter seu carro roubado na Avenida Duque de Caxias, próximo ao bairro Nova Campo Gr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions