ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Secretaria prorroga suspensão de professor preso em operação contra pedofilia

Suspeito, de 36 anos, foi detido em agosto durante a segunda fase da Deep Caught

Por Gabriel Neris | 30/10/2020 10:04
Professor foi preso e levado para a DEPCA em agosto (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Professor foi preso e levado para a DEPCA em agosto (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A Secretaria Estadual de Educação prorrogou por mais 30 dias a suspensão preventiva do professor de Educação Física, de 36 anos, preso durante a Operação Deep Caught 2, deflagrada contra rede de pedofilia em municípios de Mato Grosso do Sul. A determinação foi publicada na edição desta sexta-feira (30) do Diário Oficial do Estado.

O professor está lotado nas escolas estaduais José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, Élia França Cardoso, no São Conrado, e José Antônio Pereira, no Taveirópolis.

A segunda fase da Operação Deep Caught, deflagrada em agosto pela DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), prendeu cinco homens na Capital, Nova Andradina Caarapó e Dourados. A ação contra pedofilia. Foram encontrados 130 gigabytes de material pornográfico com os alvos.

À época, a Secretaria de Educação informou que um PAD (Processo Administrativo Disciplinar) foi aberto para investigar o servidor. O professor também era lotado na Reme (Rede Municipal de Ensino) e também foi afastado.

O professor havia sido preso após meses de investigação. Durante cumprimento de mandado, os policiais encontraram o suspeito fazendo download de um vídeo onde crianças apareciam dançando sem roupa.

Ele contou que durante a pandemia baixou cerca de 30 vídeos de pornografia infantil que assistia durante a noite e depois apagava. Também contou que fazia uso de medicamento controlado e passava por acompanhamento psicológico há oito anos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário