A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

27/03/2014 17:00

Várias empresas reforçam frente de obras no Aquário do Pantanal

Lidiane Kober
Pelos menos quatro empresas, entre elas duas estrangeiras, vem tocando obra do Aquário do Pantanal (Foto: Cleber Gellio)Pelos menos quatro empresas, entre elas duas estrangeiras, vem tocando obra do Aquário do Pantanal (Foto: Cleber Gellio)

Pelo menos quatro empresas, entre elas duas estrangeiras, reforçam a frente de obras para dar agilidade e garantir a conclusão do Aquário do Pantanal até outubro deste ano. A divisão de funções se dá, também, diante de detalhes complexos que o empreendimento exige.

Vencedora da licitação de R$ 100 milhões, a Egelte Engenharia Ltda vem contratando as auxiliares. “É uma obra de alto nível de detalhamento, a Egelte não tem todas as especialidades e vem compartilhando as tarefas com outras empresas”, disse o chefe da Semac (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia), Carlos Alberto Negreiros Said Menezes. “Isso é normal em um empreendimento complexo igual o Aquário”, emendou.

Nesta semana, por exemplo, a equipe da Egelte vem dividindo tarefas com funcionários da Proteco Construções Ltda. Uma empresa portuguesa também foi contratada para providenciar a cobertura metálica. Duas estruturas, que dão forma à elipse do Aquário, foram instaladas em fevereiro.

Um guindaste com capacidade para erguer 100 toneladas veio de São Paulo para fazer o trabalho. Também estão na Capital, placas de acrílico, fabricadas no Colorado (EUA), com 11 toneladas cada e 32 centímetros de espessura.

A altura das peças é de seis metros e largura de nove. Foram necessários 67 dias para transportar a estrutura, por via marítima e terrestre. O material, orçado em R$ 5 milhões, será instalado na área central e auditório do empreendimento.

Da Espanha, segundo o titular da Semac, foi contratada empresa para realizar obras no chamado suporte à vida. Caberá a ela, por exemplo, instalar a rede de água nos aquários.

Enquanto isso, o Governo do Estado está em fase de acabamento final para lançar licitação a fim de contratar empresa para administrar o aquário. Questionado se o fato de o setor privado gerir o espaço poderá encarecer a atração, o secretário descartou a possibilidade. “O edital prega o princípio da razoabilidade, além disso, estamos prevendo programas assistenciais na área educacional e social”, garantiu.

Atrações – O Aquário do Pantanal será o maior de água doce do mundo e terá uma cobertura complexa que vai abrigar 24 tanques para representar os Rios Miranda, Piquiri e Paraguai. O espaço também vai proporcionar pesquisas sobre a fauna pantaneira e tem a pretensão de atrair estudantes e universidades do mundo inteiro, além de 150 mil turistas por ano.

O projeto inclui ainda biblioteca, laboratório, auditório, salas para exposição, praça de alimentação e uma passarela suspensa com aproximadamente 70 metros de extensão. Serão cerca de sete mil animais em exposição, subdivididos em mais de 200 espécies, entre peixes, invertebrados, répteis e mamíferos.

Funcionários da Proteco e da Egelte estão no canteiro de obras (Foto: Cleber Gellio)Funcionários da Proteco e da Egelte estão no canteiro de obras (Foto: Cleber Gellio)
O plano do governo é inaugurar a atração em outubro (Foto: Cleber Gellio)O plano do governo é inaugurar a atração em outubro (Foto: Cleber Gellio)


desperdício com o dinheiro publico ....
 
antonio gonçalves da silva em 27/03/2014 17:27:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions