ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Com pouco movimento, pedágio na BR-163 em MS será até 68% mais caro

Por Edivaldo Bitencourt e Aline dos Santos | 25/11/2013 09:47
Macro anel rodoviário da Capital deverá ser duplicado após privatização da BR-163 (Foto: Marcos Ermínio)
Macro anel rodoviário da Capital deverá ser duplicado após privatização da BR-163 (Foto: Marcos Ermínio)

O Governo federal estima que o pedágio a ser cobrado na BR-163, em Mato Grosso do Sul, será até 68,5% mais caro em relação a outros dois lotes de rodovias, que vão a leilão ainda neste ano. O Ministério dos Transportes teme que veículos busquem alternativas e o movimento de veículos fique abaixo do previsto.

Conforme o edital, lançado neste mês pela ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), o valor médio do pedágio nos 847 quilômetros da BR-163 em MS será de R$ 9,27 a cada 100 quilômetros.

O valor é 68,5% superior ao previsto para o trecho das BRs 060, 153 e 262 em Minas Gerais, que tem a tarifa máxima de R$ 5,50. O pedágio sul-mato-grossense pode ser 56% mais caro do que os R$ 5,94 previstos para a BR-163 no Mato Grosso, conforme comparativo feito pelo jornal Folha de S.Paulo.

Em relação ao valor previsto na audiência pública realizada em outubro do ano passado, quando o custo médio estava em R$ 7,10, houve um acréscimo de 31%. O encarecimento ocorreu porque o Governo elevou a taxa de retorno do investimento, de 5,5% para 7,2%, e adaptou o leilão para torná-lo mais atrativo para as empresas.

O pedágio da BR-163 em MS, que deve ir a leilão no dia 17 de dezembro deste ano, é mais caro porque o movimento de veículos será menor. Enquanto no Mato Grosso, a previsão é de que 4,5 milhões de veículos paguem pedágio em 25 anos, em MS, a expectativa é de 3,5 milhões de carros. No outro lote, o movimento deverá ser de 8,1 milhões de veículos.

O primeiro dos leilões será da BR-163 no MT, que acontece na quinta-feira (28). O segundo será do lote formado pelas BRs 060, 153 e 262, no dia 4 de dezembro. O trecho sul-mato-grossense deverá ser o penúltimo, no dia 17 de dezembro deste ano. O Governo pretende levar a leilão a BR-040, mas o lançamento do edital depende de aprovação do projeto pelo Tribunal de Contas da União.

Nos siga no Google Notícias