A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

09/06/2011 23:24

Delegacia notifica rede social Facebook por violação de privacidade

Daniella Jinkings, da Agência Brasil

A rede social Facebook foi notificada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça por denúncias de violação de privacidade. A empresa tem dez dias para prestar esclarecimentos sobre um novo sistema que reconhece pessoas automaticamente.

Segundo o DPDC, a ferramenta aumenta a exposição da imagem dos usuários da rede, ao permitir que eles identifiquem seus amigos em fotos postadas no álbum pessoal.

Para o departamento, há indícios da ausência de consentimento dos usuários para a ativação da ferramenta, possível violação da privacidade e modificação unilateral sem aviso prévio dos termos de uso da rede social.

O Facebook deve explicar ainda se as mudanças foram comunicadas com antecedência aos usuários brasileiros e se há a possibilidade de aprovação prévia na identificação das fotografias.



Ao Marcilio Soares:
Quanto a cobrança de icms nas compras pela internet, não é o MS, são todos os estados (menos SP, RJ e MG) que estão tentando fazer essa cobrança....
E é claro que o governo do MS tem que tomar medidas para "favorecer" o comércio local, nada mais óbvio e certo. Uma das medidas é baixando o ICMS aqui no estado, e outra é taxando SIM produtos que vem de outros estados e prejudicam e muito alguns setores do comércio local...
Ou você acha certo "favorecer" o comércio de outro estado?????
É cada uma que aparece......
 
Gilson Flores em 10/06/2011 10:04:15
Pura perda de tempo..............Como o próprio nome ja diz é uma rede social, só o fato de vc estar inscrito vc já está expondo sua imagem.....
 
Gilson Flores em 10/06/2011 09:57:55
Não quer exposição da imagem? Não faça facebook... simples...
 
George Silva em 10/06/2011 08:14:23
Se a pessoa adere ao facebook é porque, de certa forma,quer se expor, caso contrário nem faria parte dessa rede social virtual. Esses tipos de questões so levam à perda de tempo da justiça. O DPDC deveria se perocupar com as altas taxas de juros que os bancos "sugam" do salário dos contribuntes, além de fiscalizar MAIS as empresas que se utilizam da boa fé do consumidor cobrando juros sobre juros. Poca vergonha o MS cobrar imposto sobre mercadoria comprada pela internet, para "favorecer" o comércio local. Isso é concorrencia, se o comércio local quer vender mais,é só abaixar os preços!!!
 
Marcilio Soares em 10/06/2011 08:09:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions