A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/01/2015 18:35

Demora em obra do Aquário do Pantanal deve aumentar despesas com peixes

A obra era para ter sido concluída até o fim do mandato do ex-governador

Juliene Katayama
Verruk é responsável pela parte dos peixes dentro da comissão (Foto: Arquivo)Verruk é responsável pela parte dos peixes dentro da comissão (Foto: Arquivo)

A demora para concluir a obra do Aquário do Pantanal vai aumentar as despesas com os peixes que estão em reservatórios improvisados montados na PMA (Polícia Militar Ambiental). Ainda não foi definido o custo que vai depender do tempo que resta para finalizar o empreendimento.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Jaime Verruck, os peixes podem permanecer onde estão sem prejudicar a saúde das espécies. “O problema é o custo que aumenta por causa da alimentação e do antibiótico”, explicou o integrante da comissão que cuida do aquário.

O custo da permanência dos peixes dos reservatórios ainda não foi calculado. A empresa responsável pelos cuidados com os peixes, Anambi, precisa saber do tempo que ainda resta para concluir a obra para chegar a um valor de custeio. “Para responder sobre o custo, eu preciso saber que dia vai concluir o aquário”, ressaltou Verruk.

Daí a preocupação do governo em concluir o empreendimento o mais rápido possível. A primeira previsão para término da obra era para o aniversário do Estado no ano passado. Depois, a inauguração foi prorrogada para dezembro do ano passado. Com a troca do governo, a data ficou indefinida.

Auditoria – Em relação a aplicação dos recursos, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que o MPE (Ministério Público do Estado) e o TCE (Tribunal de Contas do Estado) vão fazer uma auditoria para verificar se tudo está em ordem. “O MP e TCE vão analisar os aspectos financeiros”, informou o tucano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions