A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

09/01/2008 14:57

Denúncias fazem INSS reforçar alerta sobre consignação

Redação

A Gerência do INSS em Dourados repassou a Brasília a recomendação encaminhada ontem (8) pelo MPF (Ministério Público Federal) para que seja suspenso imediatamente o desconto em folha de aposentados e pensionistas relativos ao pagamento de um produto chamado almofada térmica vibratória. A denúncia é de que não houve autorização para que tais descontos fossem feitos.

Apesar de comunicar o assunto a Brasília, o gerente executivo da Gerência da Previdência em Dourados, Francisco Carlos da Silva, adianta que será difícil qualquer medida sobre o caso, enquanto os prejudicados não foram pessoalmente às agências para solicitar o bloqueio.

Aposentados e pensionistas que observarem alguma irregularidade oficializar a desistência, mas terão de provar que foram lesados, adverte o gerente. "Não adianta comprar um produto e depois querer suspender o pagamento porque não gostaram do resultado. Tem de provar que foi prejudicado."

Ele explica que empresas e bancos conseguiram autorização para fazer descontos em folha por meio de convênios firmados diretamente com o INSS em Brasília, o que impede qualquer medida regional no sentindo de suspender descontos. "O que fazemos é esclarecer. Sempre orientamos os aposentados a não autorizarem descontos sem antes ler muito bem o contrato e verificar a qualidade do produto comprado", explica o gerente.

Somente em Dourados, cerca de 15 empresas oferecem crédito consignado para aposentados, pensionistas e servidores públicos, estima Francisco. "

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions