A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/01/2012 12:29

Detran suspende autoescolas e examinadores por fraudes em CNH

Aline dos Santos

Decisão também afasta instrutores, médicos e psicólogas

Autoescola foi suspensa em Douradina. (Foto: Divulgação)Autoescola foi suspensa em Douradina. (Foto: Divulgação)

As denúncias de fraudes na obtenção de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) levaram a suspensão de sete examinadores do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), quatro instrutores de trânsito, três médicos, duas psicólogas e duas autoescolas em Mato Grosso do Sul.

Nas portarias, publicadas na sexta-feira e hoje, o diretor-presidente do Detran, Carlos Henrique dos Santos Pereira informa que o afastamento das funções públicas é devido à decisão judicial da comarca de Naviraí, onde corre o processo de corrupção passiva contra os suspeitos de participação nas fraudes.

O esquema foi revelado durante a operação “Sinal Vermelho à Corrupção”, realizada no último dia 13 em Naviraí, Douradina e Campo Grande.

As denúncias chegaram ao Detran em setembro do ano passado. As fraudes aconteciam em todas as fases da emissão do documento, desde o exame médico até a prova prática. O preço variava entre 800 a R$ 3 mil.

O esquema garantia que analfabetos e pessoas com problemas oftalmológicos fossem consideradas aptas a obter CNH. O candidato a motorista deve ser alfabetizado, ser considerado apto no exame médico, além de aprovação no psicotécnico, prova escrita e prova prática.

No exame teórico, a fraude contava com cinco aplicadores de prova da Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura). O dinheiro era dividido entre os envolvidos durante festas com mulheres e bebidas. Ao todo, 18 pessoas foram presas, mas já estão em liberdade. Eles foram soltos no dia 17 de janeiro, em Campo Grande. Outros dois mandados de prisão não foram cumpridos.

Envolvidos estão em liberdade desde dia 17, quando deixaram delegacia em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)Envolvidos estão em liberdade desde dia 17, quando deixaram delegacia em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)

Afastados – Foram suspensos sete examinadores do Detran: Ademir Iriarte Amorim, João José Thomaz, Fábio Palácio Batista, Diorande Garcia de Freitas, Ismael Armoa Leite, Rafael de Andrade Araújo e Jairo de Mattos Guedes.

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, os examinadores continuam a receber o salário base, mas sem os adicionais de quem está em atividade, como adicional de plantão ou por participação na banca.

Também foram suspensos os instrutores Tarcisio Diogenes Pinno da Silva, Ronaldo Siqueira Rodrigues, Marcelo Sarturi Oliveira e Rogério do Nascimento. Eles não poderão dar aulas nem acessar o sistema do Detran.

O Detran ainda publicou portarias suspendendo os médicos credenciados Luiz Machado de Souza, Baltazar Benjamin de Marco e Marco Antônio P. Mello; e as psicólogas Marta Maria M.O. Pirota e Adriana Voltarelli Guinossi.

Autoescolas – Foram suspensos o credenciamento dos Centros de Formação de Condutores Grande Prêmio, em Douradina, e em Nova Alvorada, em Naviraí.

A investigação já colocou sob suspeita 84 CNHs emitidas no ano passado em Naviraí. O levantamento leva em consideração os processos em que os suspeitos atuaram.

A varredura é feita por meio do Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação), banco de dados que registra toda a vida do condutor de veículo, desde candidato até a sua habilitação.

Caso a suspeita de fraude seja confirmada, o pedido de cassação deve ser deferido pela justiça. Os 84 documentos suspeitos estão sob restrição. Desta forma, o condutor não pode fazer renovação nem alterações na CNH.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions