A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

30/05/2017 12:04

Governadoria é isolada pela PM e professores chamados para reunião

Servidores da Educação cobram reajuste salarial; Eduardo Riedel, secretario de Governo, deve falar com manifestantes

Yarima Mecchi e Willian Leite
Manifestantes na porta da Governadoria. (Foto: William Leite)Manifestantes na porta da Governadoria. (Foto: William Leite)

Servidores da Educação estão parados na frente da governadoria no Parque dos Poderes e a Polícia Militar fez um cordão de isolamento na porta do prédio. Uma comissão de seis pessoas está no interior do órgão esperando uma reunião com o secretário de Governo, Eduardo Riedel.

O trânsito na frente da overnadoria está interditado nos dois sentidos e os manifestantes se concentram no estacionamento do prédio e na pista da Avenida do Poeta sentido Avenida Afonso Pena/Parque dos Poderes.

De acordo com o presidente do ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Nobre, a comissão vai cobrar 7,64%, que tem janeiro como data-base, de reajuste dos professores e os R$ 200 de abono dos administrativos e mais uma correção linear no salário.

Polícia de Trânsito interditou frente da Governadoria. (Foto: William Leite)Polícia de Trânsito interditou frente da Governadoria. (Foto: William Leite)

Conforme a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS), o aumento é assegurado pela Lei 11.738/2008, a chamada Lei do Piso, e pela Lei Complementar Estadual n.º 200/2015. O presidente da Fetems, Roberto Botareli, está junto com a comissão que aguarda a reunião.

Os organizadores não souberam informar quantas pessoas ainda permanecem no Parque dos Poderes e a PM (Polícia Militar) não soube informar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions