A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/06/2016 08:41

Homem de 52 anos é o primeiro de Dourados a morrer de gripe A neste ano

Morte foi confirmada hoje pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica; paciente tinha doença que ataca sistema imunológico

Helio de Freitas, de Dourados
Paciente que morreu com gripe H1N1 em Dourados estava internado no Hospital da Vida (Foto: Arquivo)Paciente que morreu com gripe H1N1 em Dourados estava internado no Hospital da Vida (Foto: Arquivo)

Foi confirmada no município de Dourados, a 233 km de Campo Grande, a primeira morte por influenza A, também conhecida como gripe suína. A doença já provocou a morte de 43 pessoas em Mato Grosso do Sul neste ano, contando o caso confirmado em Dourados.

Um homem de 52 anos, que estava internado desde o dia 29 de maio no Hospital da Vida, morreu terça-feira (7) e nesta quinta-feira o Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde recebeu a confirmação de que o paciente teve a influenza transmitida pelo vírus H1N1.

De acordo com o coordenador do núcleo, Devanildo Souza, o paciente tinha complicações de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e fazia tratamento contra uma doença de pele chamada de Síndrome de Stevens-Johnson, que provoca o surgimento de lesões avermelhadas em todo o corpo e outras alterações, como dificuldade em respirar e febre.

“Concluímos ontem a fiscalização sobre esse caso, para evitar qualquer informação desencontrada como ocorreu na semana passada, e ficou comprovado que é a primeira morte por H1N1 neste ano em Dourados”, afirmou Devanildo.

Na semana passada, o núcleo chegou a divulgar como primeira morte por gripe na cidade o caso de um homem de 59 anos, que morreu no dia 27 de maio. Entretanto, no mesmo dia o órgão esclareceu que o paciente morava em um sítio no município de Douradina e tinha passado o endereço do irmão, que mora em Dourados.

O número de casos confirmados de gripe transmitida pelo vírus H1N1 dobrou em uma semana em Dourados. A doença já foi confirmada em 23 dos 43 moradores que apresentaram os sintomas em 2016. Outros 12 exames apresentaram resultado negativo e oito ainda aguardam o laudo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions