A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017

05/02/2013 20:13

Reclamações apontam viaturas estragadas e sem combustível em Paranaíba

Nyelder Rodrigues e Viviane Oliveira
Vereadores de Paranaíba entregaram documento ao deputado Felipe Orro sobre a situação, confirmada por militares que quiseram manter o sigilo (Foto: Divulgação)Vereadores de Paranaíba entregaram documento ao deputado Felipe Orro sobre a situação, confirmada por militares que quiseram manter o sigilo (Foto: Divulgação)

Os vereadores de Paranaíba, cidade localizada a 422 km de Campo Grande, relataram em ofícios e diretamente ao deputado estadual Felipe Orro (PDT) que viaturas da Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros do local estão sem condições de uso por causa de falta de combustíveis.

Conforme os vereadores Maycol Henrique Andrade (PDT), Adriano Caçula, Jane Colombo e Maria Sareceni, várias crimes aconteceram nos últimos dias, e a PM não pode fazer rondas pois não há combustível suficiente. A preocupação também aumenta por causa do carnaval, quando há aumento de ocorrências no Corpo de Bombeiros.

O Campo Grande News apurou com um militar do Corpo de Bombeiros, que não quis se identificar, que além do problema de combustíveis, também há problemas quanto a manutenção das viaturas, sendo que várias delas apresentam problemas mecânicos.

Conforme a informação, a cidade opera com apenas uma viatura de salvamento que carrega três militares e não há espaço para a vítima. A viatura é um caminhão ABT, que também faz o transporte de água. Além dela, operam uma viatura de alto comando, e uma viatura contra incêndios

A Unidade de Resgate (UR), usada para fazer o transporte adequado de acidentados, entre outras vítimas que precisam de cuidados médicos, está com problemas mecânicos e parada. Quando precisam realizar o transporte, os bombeiros fazem o primeiro atendimento com a viatura ABT, e depois acionam a ambulância do município, para levar a vítima até o atendimento médico de forma adequada.

Entre os problemas que a viatura apresenta, está no freio de mão. “Não podia sair da viatura que ela andava sozinha porque tava sem o frio de mão”, conta o militar, que também comentou que o veículo estava com problemas com a suspensão e com pneu desgastados. Ela está parada desde domingo.

“Quando a gente dirige a viatura nessas condições, a gente corre riscos. E se acontecer alguma coisa, nós que seremos responsabilizados” explica o bombeiro, que quis manter o sigilo.

Menino de 8 anos fica ferido ao ser atingido por tiro de espingarda
Um menino de oito anos ficou ferido ao ser atingido por um tiro de espingarda na perna direita. A arma seria do pai da criança e o caso aconteceu na ...
Mulher se vinga de marido e o atinge com golpes de facão na cabeça
Um homem que não teve nome nem idade divulgados, ficou ferido ao ser esfaqueado na cabeça pela mulher, de 54 anos. Ela alegou que estava cansada de b...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions