A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

03/09/2009 15:08

Juiz manda Estado pagar FGTS aos professores convocados

Redação

O juiz da Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos de Corumbá, Eduardo Eugênio Siravegna Júnior, determinou ao Governo do Estado o pagamento de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) aos professores convocados, contratados sem concurso público.

A medida poderá contemplar cerca de 8 mil profissionais em Mato Grosso do Sul, mas cada um deverá ingressar com ação cobrando o pagamento do benefício na Justiça.

O magistrado considerou nulos os artigos 19 e 20 da Lei Complementar 87/2000, e a contração sem concurso público de professores da rede estadual de ensino.

Ele julgou parcialmente procedente ação trabalhista contra o Governo estadual. Os docentes pediram o pagamento de 8% de FGTS, que deveria ser calculado sobre o incentivo noturno de educação e regência de classe.

Os professores argumentaram que o Governo estadual convoca os trabalhadores nos períodos de fevereiro a junho e de agosto a dezembro para evitar o pagamento de férias e os demais meses.

O Governo alegou que as relações jurídicas não é uniforme, com alguns tendo contratos por períodos mais longos que outros. A Justiça do Trabalho reconheceu a competência da Vara de Fazenda Pública julgar o processo.

Ele determinou que o Tribunal de Contas do Estado e o MPE (Ministério Público Estadual) acompanhem o caso para calcular o valor da indenização do FGTS a ser pago aos professores convocados.

Último sorteio da Mega-Sena na semana pode pagar até R$ 22 milhões
O sorteio deste sábado (22) da Mega-Sena pode pagar até R$ 22 milhões para um ou mais acertadores que marcarem a seis dezenas premiadas do prêmio.  E...
MEC quer programa para ocupar vagas ociosas em universidades públicas
O Ministério da Educação (MEC) estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, vo...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions