A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/04/2009 09:02

No Incra, sem-terra denunciam paralisia de investimentos

Redação

Famílias de sem-terra estão em frente à sede do Incra, em Campo Grande, para cobrar o fim da paralisia em relação às questões fundiárias. Eles pretendiam entrar, mas decisão judicial impede o acesso.

Nesta quarta-feira, um oficial de justiça informou que os protestos não poderão ser realizados no interior do prédio, por força de um interdito proibitório obtido pelo Incra. Em novembro do ano passado, os sem-terra ficaram acampados no prédio por mais de uma semana.

Mesmo assim, a menifestação continua. O coordenador do MST, Márcio Bissoli afirma que o órgão federal não repassa recursos para dotar os assentamentos de infraestrutura, como casas e estradas.

De acordo com ele, cerca de 150 famílias de assentamentos de Corguinho, Sidrolândia, Terenos e Dois Irmãos do Buriti participam do protesto na Capital. Para Bissoli, o desamparo aos trabalhadores rurais fica expressa na situação do assentamento Piúva 5, em Dois Irmãos do Buriti.

"As 109 famílias foram assentadas há 1 ano e 4 meses mas ainda não têm estradas. Não tem como passar o ônibus escolar", afirma. Ele relata que o local também não tem casas e as famílias moram em barracos.

Outra reclamação é quanto ao assentamento Eldorado, em Sidrolândia. "Está abandonado". Conforme Márcio Bissoli, o local possui 300 famílias e 30 mil hectares de extensão. Para 2009, o Incra anunciou que fará investimentos de R$ 140 milhões no Estado.

O coordenador do MST responsabiliza o superintendente regional do Incra, Flodoaldo Alves Alencar, pela situação. "Ele não tem experiência nenhuma. Tivemos outra experiência com outro superintendente que veio da universidade e não fez nada", diz.

Em 2008, a chegada de Flodoaldo Alencar ao comando do Incra foi marcada por protestos dos movimentos sociais, que interditaram rodovias. Os sem-terra só suspenderam os protestos após reunião com o presidente Lula, durante visita a Campo Grande. A reunião foi incluída às pressas na agenda do presidente.

Vermelho

Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions