A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/11/2012 16:47

Trabalho em casa ocupa 16,7 horas por semana para mulheres

Nadyenka Castro
Mato Grosso do Sul tem 2,5 milhões de habitantes. Mulheres trabalham fora e em casa, em tempo maior do que os homens. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)Mato Grosso do Sul tem 2,5 milhões de habitantes. Mulheres trabalham fora e em casa, em tempo maior do que os homens. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)

As mulheres trabalham bem mais em casa do que os homens. O que já se sabe pela prática foi provado estatísticamente. A conclusão está na Síntese de Indicadores Sociais 2012, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgado nesta quarta-feira.

Apesar disso, o tempo médio dedicado aos afazeres domésticos por mulheres que trabalham fora diminuiu de 2001 para 2011. Conforme o último estudo, a média no País é de 17,1 horas por semana.

Apesar da queda no tempo de trabalho doméstico, a proporção de mulheres que trabalhavam fora e em casa há uma década é praticamente o mesmo de 2011: 79,9%

Em Mato Grosso do Sul, as mulheres de até 24 anos trabalham em casa 16,3 horas por semana, enquanto os homens 9,7 horas. De acordo com o IBGE, no Estado, para cada grupo de 100 pessoas do sexo feminino, 81,7 fazem serviço doméstico e para cada 100 do sexo masculino, 43,8 tem afazeres na residência.

Envelhecimento – O levantamento aponta que Mato Grosso do Sul segue tendência nacional revelada desde 2001: a população está ficando mais velha.

O Estado tem 2,5 milhões de moradores. A cada mil, 270 (10,7%) tem 60 anos ou mais. Eles têm, em média, 4,3 anos de estudo. É a maior média de escolaridade entre idosos da região Centro-Oeste.

Conforme o IBGE, em todo o País, os idosos têm uma situação financeira relativamente melhor do que as crianças, adolescentes e jovens.

Cerca de 3,4 milhões de idosos de 60 anos ou mais de idade (14,4%) viviam em domicílios unipessoais, ou seja, sem cônjuge, filhos, outros parentes ou agregados.
A maioria da população idosa é composta por mulheres (55,7%), devido aos efeitos da mortalidade diferencial por sexo.

As características marcantes das pessoas com mais de 60 anos são: forte presença em áreas urbanas (84,1%); maioria branca (55,0%); inserção no domicílio como a pessoa de referência (63,7%); 3,9 anos de estudo em média, sendo que 32% têm menos de 1 ano de estudo; grande maioria (76,8%) recebe algum benefício da previdência social; e 48,1% têm rendimento de todas as fontes igual ou superior a um salário mínimo, enquanto cerca de um a cada quatro idosos reside em domicílios com rendimento mensal per capita inferior a 1 salário mínimo.

População – Do total de 2.528 milhões de moradores de Mato Grosso do Sul, 1.236 milhão são homens e 1.293 milhões são mulheres. É a menor população do Centro-Oeste. Goiás tem a maior: 6.218 milhões.

A maioria da população do Estado vive na área urbana, sendo 1.167 milhão do sexo feminino e 1.097 do masculino.

A maior concentração de pessoas está na faixa etária entre 30 e 49 anos: são 749 a cada mil.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions