A notícia da terra a um clique de você.
 
23/12/2017 09:40

O vídeo é o futuro dos currículos

Mário Sérgio Lorenzetto
O vídeo é o futuro dos currículos

Quem alerta para essa transformação é o Linkedin. A imagem faz com que uma publicação funcione melhor e, por isso, o Linkedin acredita que o futuro do currículo profissional está no vídeo. A empresa também afirma que muitos jovens já começaram a utilizar esse meio de comunicação. E mais: "todo conteúdo visual - fotos, gráficos e vídeos - é bem aceito e ajuda a tornar o perfil mais atrativo". O Linkedin é hoje uma das maiores plataformas mundiais na internet. Foi criada em 2002 e já conta com mais de 500 milhões de usuários.
A exposição no espaço virtual é um passo importante para que as capacidades de um profissional sejam, nos dias de hoje, reconhecidas e passíveis de ser recrutadas.

O vídeo é o futuro dos currículos

Os cães da Turquia e a modernidade.

O Prêmio Nobel de Literatura de 2006, Orhan Pamuk observa que os cães errantes de Istambul sempre intrigaram historiadores e observadores ocidentais. Segundo o famoso escritor, esses animais representam a última resistência da grande metrópole à ocidentalização. Mais bem aceitos que agora, desde o século XVI, "eles fazem as vezes de lixeiros e vigias noturnos", observa Pamuk. Muitas pessoas vertiam restos de comida nas ruas para que os cães apinhassem em volta. E todos viviam à vontade e de barriga cheia.
Mas nem sempre os cães de Istambul tiveram a vida assim tão fácil. Sob o sultão Abdulaziz (1861-1876) e mesmo mais tarde, em 1908, eles foram perseguidos, agrupados e deportados, em nome da higiene e da modernidade, para a ilhota de Sivriada. Uma vez ali, viam-se condenados a devorar uns aos outros e a morrer de fome. Orphan Pamuk diz: " A modernidade serve sempre de pretexto para o massacre".

O vídeo é o futuro dos currículos

Holanda transforma papel higiênico em asfalto.

Leewarden, capital provincial da Frisia, passou a contar com uma estrada que a liga à cidade mais próxima, Stiens, construída com papel higiênico reciclado. Na Holanda, 180 mil toneladas de papel higiênico são levados ao lixo ou aos esgotos. Em vez de incinerar ou entupir canos, os holandeses, fanáticos por ambientalismo e ciclismo, resolveram aproveitar o papel higiênico para impedir o envio de vários quilos de dióxido de carbono para a atmosfera. O asfalto feito com celulose terciária - usada - é indistinto da celulose primária. A economia se dá, também, no transporte do papel higiênico usado para a incineradora deixarão de gastar 32 milhões de euros anualmente. Por mais que pareça, essa não é uma ideia de m....



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.