A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Outubro de 2018


08/07/2018 01:46

Rússia em campo, bola rolando por vaga na semifinal e russos nem aí

O time russo foi uma das surpresas do Mundial. Não era cotado nem mesmo para passar da primeira fase e disputou vaga na semifinal

De Moscou, Paulo Nonato de Souza
Tevê ligada no metrô mostrando ao vivo o jogo da Rússia pelas quartas de final da Copa do Mundo e os russos simplesmente ignoraram (Foto: Paulo Nonato de Souza)Tevê ligada no metrô mostrando ao vivo o jogo da Rússia pelas quartas de final da Copa do Mundo e os russos simplesmente ignoraram (Foto: Paulo Nonato de Souza)

O jogo de quartas de final da Copa do Mundo de 2018 com a Rússia encarando a Croácia por uma vaga na semifinal do principal evento do futebol mundial, pelo menos em Moscou, ontem, foi como se nada estivesse acontecendo. Algo impossível para os brasileiros.

Exceção do clima de animação nas famosas fan fest, que são as praças organizadas pela Fifa para reunir torcedores em dias de jogos, normalmente estrangeiros, a bola estava rolando no Estádio Olímpico da cidade de Sochi, distante 1.634 km de Moscou, e a capital do país seguia seu curso normal.

No metrô, nem o sistema de tevê implantado em algumas linhas de Moscou mostrando o jogo ao vivo chamou a atenção dos moscovitas. Um ou outro dava uma olhada na tela e logo se distraia com outras coisas, como o celular, por exemplo.

Um jovem casal com carrinho de bebê tinha a bandeira da Rússia pintada no rosto, mas era o limite da manifestação de ambos em torno do jogo decisivo. Estavam sentados bem em frente da tevê, porém, não se davam ao trabalho de ver a transmissão do jogo.

O casal de jovens russos tinha a bandeira da Rússia pintada no rosto, mas com a tevê bem na frente deles, nem olhavam para a tela (Foto: Paulo Nonato de Souza)O casal de jovens russos tinha a bandeira da Rússia pintada no rosto, mas com a tevê bem na frente deles, nem olhavam para a tela (Foto: Paulo Nonato de Souza)

“Se fosse no Brasil até o metrô estaria parado. Quem iria andar de metrô num momento desse? Com a Seleção Brasileira em campo em um jogo de Copa do Mundo, e ainda de quartas de final? Nem pensar”, disse o gaúcho Frederico Simon Siqueira, de 26 nos, no trajeto entre as estações Arbatskaya e Okrujinaya.

O jogo foi dos mais emocionantes da Copa do Mundo, especialmente pela raça e determinação do time da casa, a Rússia. Terminou com vitória da Croácia nos pênaltis por 4 a 3. No tempo normal ficou 1 a 1, foi para a prorrogação de 30 minutos, a Croácia virou para 2 a 1, e o brasileiro naturalizado russo, Mário Fernandes, empatou em 2 a 2. Ele manteve o sonho russo de chegar na semifinal, mas errou sua cobrança de pênalti, e os croatas vão encarar a Inglaterra por vaga na grande final.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.