A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

02/01/2017 11:38

Comércio gerou 230 vagas, mas Serviços demitiu 800 em novembro

Ricardo Campos Jr.
Setor de comércio acumula saldo negativo de 1.140 vagas de emprego nos onze meses (Foto: Fernando Antunes)Setor de comércio acumula saldo negativo de 1.140 vagas de emprego nos onze meses (Foto: Fernando Antunes)

Após dois meses de recuperação, o setor de serviços apresentou saldo negativo de 833 vagas de emprego em novembro, queda recorde na diferença entre contratações e demissões em 2016 para o ramo. O dado foi divulgado na semana passada pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho.

O resultado foi puxado pelo desempenho das empresas de transporte e comunicações, que mandaram embora 1.081 funcionários no penúltimo mês do ano e contrataram 751 novos trabalhadores, saldo negativo de 330 postos de trabalho.

Companhias de alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação demitiram 2.438 pessoas em novembro, maior índice entre as empresas do setor de serviços. O número de contratações no ramo, entretanto, fechou em 2.359, que gera saldo negativo de apenas 79 vagas de emprego.

De janeiro a novembro de 2016, serviços acumula saldo positivo de 1.213 postos de trabalho, com 74.459 contratações e 73.246 demissões.

O setor teve bom desempenho em janeiro (191), fevereiro (787), março (787), abril (787), setembro (228) e outubro (232); tendo saldo negativo somente em quatro meses: maio (-384), junho (-181), julho (-542) e agosto (-197).

Por outro lado, o setor de comércio acumula saldo negativo de 1.140 vagas de emprego nos onze meses, embora tenha melhorado o desempenho desde o mês de agosto.

Em novembro, o ramo teve saldo positivo de 230 vagas de trabalho, possivelmente em razão da contratação de trabalhadores temporários para as vendas de fim de ano, já que o resultado foi influenciado pela contratação de 4.453 pessoas nas empresas varejistas, ao passo que os estabelecimentos que trabalham com atacado apresentaram mais demissões que admissões e tiveram saldo negativo de 17 postos de trabalho.

Isso pode influenciar em redução nos dados de dezembro, já que a maioria desses trabalhadores não têm os contratos efetivados após o período.

No acumulado de 2016, comércio começou a se recuperar em agosto após um primeiro semestre somente de resultados negativos. No oitavo mês, houve saldo positivo de 65 vagas, seguido por 307 em setembro (recorde do ano).

Receita reduz para 60 dias prazo de restituição do Simples e MEI
A Secretaria da Receita Federal publicou nesta terça-feira, 27, no Diário Oficial da União (DOU) mudanças em instrução normativa que dispõe sobre res...
Na Justiça, corretor cobra R$ 44 milhões por operação da Eldorado
O corretor Lúcio Bolonha Funaro entrou com um processo judicial contra a Eldorado Celulose para cobrar uma conta de R$ 44 milhões. Segundo ele, o val...
Receita lança programa para renegociar dívidas em até 175 parcelas
Contribuintes que têm dívidas com a Receita Federal terão acesso a condições especiais de parcelamento com diversas opções de descontos a partir do d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions