A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/10/2017 15:25

Consórcio recebe R$ 13,2 milhões para estudos de privatização da MSGás

Osvaldo Júnior
MSGás, distribuidora de gás do Estado (Foto: Divulgação/MSGás)MSGás, distribuidora de gás do Estado (Foto: Divulgação/MSGás)

O BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) vai pagar R$ 13,22 milhões ao consórcio liderado pelo Banco Fator, selecionado para assessorar o processo de privatização da distribuidora de gás de Mato Grosso do Sul, a MSGás. O contrato ainda será homologado.

De acordo com a assessoria de imprensa do BNDES, o tempo médio para o consórcio fazer os diagnósticos necessários e recomendar a modelagem para a venda da empresa é de seis meses.

Depois disso, o estudo será apresentado ao governo de Mato Grosso do Sul, que levará outros seis meses, em média, para concluir o processo de desestatização.

A contratação do consórcio para fazer a modelagem de venda da MSGás integra as ações desenvolvidas pelo BNDES, por sua vez contratado pelo governo de Mato Grosso do Sul, conforme explicou a assessoria de imprensa da instituição financeira.

O contrato com o grupo, que também conta com LMDM Consultoria, Vernalha Guimarães & Pereira Advogados e Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados, está em fase final de homologação.

O Fator já atua no processo de privatização da companhia de saneamento do Rio, a Cedae.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions