A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

03/10/2017 10:43

Governador diz que estudos avaliam o que vai ser melhor para MSGás

Funcionários paralisaram as atividades hoje contra o estudo que pode levar a privatização da concessionária

Guilherme Henri e Mayara e Bueno
Governador Reinaldo Azambuja durante abertura da 6ª Conferência de Cidades (Foto: Mayara Bueno)Governador Reinaldo Azambuja durante abertura da 6ª Conferência de Cidades (Foto: Mayara Bueno)

O governador Reinaldo Azambuja revelou na manhã desta terça-feira (3), durante a abertura da 6ª Conferência de Cidades, que o estudo feito sobre a MSGás tem o objetivo de avaliar o que vai ser melhor para Mato Grosso do Sul.

A afirmação refere-se a paralisação dos funcionários da MSGás hoje contra os estudos conduzidos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que, segundo eles, podem levar à privatização da companhia.

De acordo com o chefe do executivo, “cada servidor tem o direito de defender o seu feudo, porém nós estamos fazendo um estudo para ver quanto vale a MSGás. Não tem decisão nenhuma de privatização”, destaca.

Ainda sobre o estudo, Reinaldo detalhou que a oferta surgiu do BNDES para o Estado fazer uma análise da empresa a curto e longo prazo sobre a viabilidade de crescimento da MS Gás, e as expectativas de mercado do gás brasileiro. “Isso incomoda algumas pessoas. Mas, corporativismo é isso, defender seu feudo como se aquele patrimônio fosse seu, mas é do Estado”, pontua.

Paralisação - Os trabalhadores estão em frente à sede da unidade, na Avenida Ministro João Arinos, e às 9h30 seguem para a Assembleia Legislativa, onde participam da sessão ordinária.

Tiago Andreotti é advogado e funcionário da MS Gás. Ele diz que os funcionários foram surpreendidos com o edital para estudo de privatização aberto em julho. “Esse processo, nós ficamos sabendo de um dia para o outro, com a publicação do edital. Não houve uma conversa”, pontua.

O movimento acompanha protestos em todo o país no chamado Dia de Luta pela Soberania Nacional, contrário às concessões de empresas públicas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions