A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/09/2013 15:12

Empresa pesquisa potencial de petróleo em municípios de MS

Edivaldo Bitencourt

A empresa ANDL Geofísica vai realizar levantamento nas regiões centro, oeste e do Bolsão de Mato Grosso do Sul para levantar o potencial de petróleo. A empresa venceu licitação da ANP (Agência Nacional de Petróleo) para realizar o estudo.

De acordo com o site Cassilândia News, oito caminhonetes da empresa já estão na cidade para fazer a pesquisa. Em entrevista à Rádio Patriarca de Cassilândia, Paulo Dilson, da ANDL Geofísica, explicou que eles fazem levantamento sobre o potencial de petróleo em todo o País.

“Vamos iniciar em Cassilândia, onde começamos a trazer alguns equipamentos, veículos, já alugamos alguns galpões e estamos trazendo máquinas. Dois argentinos que pertencem à empresa, além de outros técnicos, farão o trabalho inicial", contou Paulo.

Paulo disse que Cassilândia foi escolhida por ser área estratégica. O estudo será feito saindo "daqui para Chapadão ou daqui para Três Lagoas". Os funcionários da empresa também passarão por Água Clara, Campo Grande, pela BR-262 e outras rodovias de MS. "A intenção é abranger todas essas estradas", disse, incluindo-se a BR-158.

Ele contou que ficarão em Campo Grande e usarão Cassilândia como apoio. "Ficaremos de 3 a 4 dias em cada cidade, circulando por hotel. Depois a gente acaba voltando para cá, onde finalizaremos o estudo”, explicou.

O trabalho será realizado por oito caminhões. "São máquinas que vão trabalhando simultaneamente sobre o asfalto. Tem uma prancha que emite vibração, que de 20 metros você não sente. Essas vibrações tiram fotos do subsolo. Tem um sismógrafo que estará registrando todo o processamente feito por profissionais geofísicos, e eles avaliam o que pode haver no subsolo", explicou.

Essa não é a primeira vez que a região é alvo de estudo. Nos anos 80, o governador de São Paulo, Paulo Maluf, criou a Paulipetro para levantar o potencial de petróleo da bacia hidrográfica do Paraná.

A empresa chegou a abrir dois poços em Cassilândia, mas acabou fechando-os sem apresentar o resultado do potencial petrolífero da região.

"A ANP, que é dona do trabalho, com certeza está realizando este estudo por causa de algo que aconteceu no passado", disse Paulo.

Ele falou que o interesse da empresa é em encontrar petróleo e gás: "O estudo nunca diz que, com certeza, aqui tem. Trabalhamos com possibilidades de vestígios de ter ou não petróleo ou gás. Aqui estamos muito esperançosos por tudo que tem em volta da bacia. A probabilidade é muito boa".



O primeiro parágrafo do texto responde a pergunta de Silmar Souza.
 
Lafaiette Silva Oliveira em 03/09/2013 08:28:23
Isso paulo medeiro,tem um marco na região de porto esperança, se não me engano foi ano de 54 e existe tá la esse marco, um amigo meu já o viu, o local é pantanoso, o segundo marco esta no buraco das piranhas, posto fiscal ambiental próximo ao morro do azeite. Certo pessoal.
 
ramao souza em 02/09/2013 18:20:30
Respondam por quê este trabalho não é realizado por empresas com sede em nosso Estado, já que existem varias empresas de Geologia e Engenharia Ambiental aqui mesmo ????
 
Silmar Souza em 02/09/2013 17:46:35
Considerando que o pantanal, segundo geólogos, foi mar em um passado longinquo, certamente há muita matéria orgânica decomposta por ali no subsolo, senão não teríamos gás natural na Bolívia não é mesmo?
 
joao de deus em 02/09/2013 17:21:16
Se tiver mesmo o petróleo aqui no estado ,é bem provavel que a economia daqui possa dar um salto bem elevado,mas pra isso precisaria antes de uma refinaria moderna,será que os governates farão isso pelo nosso MS?
 
Luiz Noanto em 02/09/2013 16:50:50
Paulo Medeiros, faço das suas, as minhas palavras.. eu como um Corumbaense.. sei mais ou menos dessa história..mas conforme a história conta e não faz de conta... em Porto Esperança teria jorrado petróleo mesmo...
 
Gilson Giordano em 02/09/2013 16:36:45
E o "Petróleo Pantaneiro" descoberto por Monteiro Lobato? Jorrou óleo no Porto Esperança, está documentado, inclusive pela imprensa na época. Deviam fazer prospecções no Pantanal novamente. Apesar que hoje em dia acho difícil algum órgão ambiental liberar a exploração por lá.
 
Paulo Medeiros em 02/09/2013 15:44:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions