ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Economia

Lojas encaram o delivery e fazem até entrega grátis para convencer consumidor

Após flexibilização da Prefeitura, lojas seguem fechadas para o público, mas com serviço de entrega

Por Clayton Neves e Bruna Marques | 25/03/2021 12:32
Loja de roupas de roupas permanece fechada para clientes, mas lojista retomou serviço delivery. (Foto:Henrique Kawaminami)
Loja de roupas de roupas permanece fechada para clientes, mas lojista retomou serviço delivery. (Foto:Henrique Kawaminami)

Com liberação da Prefeitura, empresas dos mais diferentes setores aderiram ou retomaram atendimento por serviço de delivery. Para não ficar totalmente no zero na semana de “feriadão” antecipado, muitos comerciantes investiram pesado na divulgação, aplicação de descontos e, é claro, na oferta de entregas grátis.

Para não ficar sem vender, Roberto Vieira deu descontos nas joias e ainda oferece entrega grátis dependendo da região. (Foto: Henrique Kawaminami)
Para não ficar sem vender, Roberto Vieira deu descontos nas joias e ainda oferece entrega grátis dependendo da região. (Foto: Henrique Kawaminami)

“Muitas vendas nem compensam, mas pelo menos está pingando. Se fechar a torneira de vez, aí que não entra dinheiro mesmo”, desabafa o empresário Roberto Vieira Júnior, que há 7 anos tem uma loja de joias no Centro da cidade.

O lojista conta que já trabalha com sistema de entregas desde o início da pandemia. “É um conforto para quem não quer sair de casa”, acredita. Com a decisão de fechamento do comércio ele conta que se desesperou, no entanto, comemorou decisão divulgada pelo Município ontem (24), flexibilizando serviço delivery para todas as lojas.

“Estou dando promoção de até 40% de desconto para pagamento à vista e dependendo da localidade, não cobro taxa de entrega”, conta.

Loja de brinquedos no Shopping Bosque dos Ipês retomou atendimento na manhã de hoje. (Foto: Henrique Kawaminami)
Loja de brinquedos no Shopping Bosque dos Ipês retomou atendimento na manhã de hoje. (Foto: Henrique Kawaminami)

Na loja de brinquedos em que Mary Ellen Delillo é gerente, no Shopping Bosque dos Ipês, o serviço de entrega também foi retomado hoje pela manhã. Por lá, o chamariz tem sido a taxa de entrega grátis para compras acima de R$ 100 e a comodidade de não precisar ir até a loja, em tempos onde a recomendação é ficar em casa.

“Muita gente tem medo de sair de casa e aqui, nós entregamos com toda segurança e tudo muito bem higienizado. O delivery é uma boa opção que, inclusive, vamos manter até depois da pandemia”, revela.

Sem condições de contratar um motoentregador,a microempresária Danielle Coelho conta que é ela mesma que faz as entregas da loja de roupas que tem no Monte Castelo. Depois de ver as vendas despencarem cerca de 60%, ela aposta no delivery como única opção de ainda vender alguma coisa, mesmo que a margem de lucro seja mínima. “Tem sido muito corrido e às vezes não compensa pela distância das entregas”, comenta.

Depois de proibir o funcionamento de serviços não essenciais na cidade. A Prefeitura de Campo Grande decidiu flexibilizar a medida e autorizou o serviço delivery para todos os setores, desde que sejam respeitadas as normas de biossegurança impostas pelo Município e o toque de recolher, válido na cidade a partir das 20 horas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário