A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

08/05/2014 08:54

Produção industrial cresce e empresários estão otimistas com exportações

Luciana Brazil
Empresários esperam bons resultados nos próximos seis meses. (Foto:Divulgação)Empresários esperam bons resultados nos próximos seis meses. (Foto:Divulgação)

Para os próximos seis meses, empresários industriais de Mato Grosso do Sul mantêm o otimismo em relação às exportações de industrializados. Em comparação com o primeiro trimestre de 2013, a produção industrial apresentou crescimento acumulado de 6,4 pontos neste ano. Sobre as exportações, os empresários acreditam ainda em bom resultado referente à demanda de seus produtos. A sondagem industrial que constatou a confiança no setor foi realizada em março, pelo Radar da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul). 

Conforme pesquisa, a melhor marca dos indicadores foi registrada para as exportações, alcançando 57,8 pontos.

Já as demandas por produtos industrializados apresentaram indicador de 57,6 pontos, enquanto as compras por matérias-primas tiveram índice de 48,8 pontos e contratações de empregados atingiram 49 pontos. Resultados a partir de 50 pontos indicam a ocorrência de expectativas positivas para o próximo semestre.

De acordo com o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, os dois últimos itens devem ficar relativamente estáveis para o período, ocorrendo em um ritmo menos intenso que o esperado para as outras duas variáveis pesquisadas.

"Em Mato Grosso do Sul, a produção industrial fechou o primeiro trimestre do ano em ritmo moderado, contudo, houve melhora em relação ao desempenho verificado no fechamento do último trimestre de 2013. Com o indicador relativo à produção acumulando crescimento de 6,4 pontos”.

Segundo Ezequiel, em relação à pesquisa nacional, na mesma comparação, a evolução apresentada foi de 8,6 pontos. “Por fim, o resultado do índice de evolução da produção industrial no Estado alcançou 45,7 pontos em março, enquanto o resultado nacional, no mesmo mês, foi de 48,8 pontos", analisou.

Já o Índice de Confiança do Empresário Industrial em Mato Grosso do Sul (ICEI/MS) alcançou em abril o equivalente 50,1 pontos, o menor nível em toda sua série histórica, indicando queda 6,3 pontos em relação ao levantamento anterior.

"O resultado foi influenciado, principalmente, pelo pessimismo apresentado pelos industriais sul-mato-grossenses quanto às atuais condições da economia brasileira, que alcançou somente 32,6 pontos. No entanto, o desempenho projetado para a empresa nos próximos seis meses foi a única variável pesquisada na qual o empresário se mostrou otimista, obtendo o resultado de 58,9 pontos", avaliou o coordenador.

Em abril, para 63,4% dos empresários que responderam à pesquisa as condições atuais da economia brasileira pioraram, enquanto no caso da economia estadual, na mesma comparação, a piora foi apontada por 43,3% dos participantes.

Com relação à própria empresa, as condições atuais estão piores para 30% dos respondentes, enquanto 33,3%, 53,3% e 56,7% disseram que não houve alteração nas atuais condições da economia brasileira, estadual e no desempenho da própria empresa, respectivamente.

Para os próximos seis meses, 33,3% dos empresários mostram-se pessimistas em relação à economia brasileira, enquanto para a economia estadual, na mesma comparação, os que disseram estar pessimistas alcançou a marca de 26,6%.

Já em relação ao desempenho da própria empresa, considerando os próximos seis meses, apenas 13,3% dos empresários mostraram-se pessimistas, enquanto 46,7%, 53,3% e 46,7% disseram que, no mesmo período, não deve haver alterações em relação à economia brasileira, estadual e no desempenho da própria empresa, respectivamente.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions