A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/12/2012 16:53

Volume de transações bancárias eletrônicas cresceu 14% em 2011

Wellton Máximo, da Agência Brasil

O brasileiro está substituindo o cheque pelas transações eletrônicas. Segundo números divulgados hoje (3) pelo Banco Central (BC), o número de transações por meios eletrônicos de pagamento aumentou 14% no ano passado, enquanto o total de cheques emitidos caiu 5,1%. O levantamento também mostrou que o correntista está aderindo cada vez mais à internet. O volume de transações bancárias online aumentou 21,1% apenas no ano passado.

Os números foram divulgados no Adendo Estatístico de 2011 do Diagnóstico do Sistema de Pagamentos de Varejo no Brasil, apresentado hoje pelo BC. De acordo com o relatório, o crescimento dos instrumentos eletrônicos de pagamento foi impulsionado pelos cartões de crédito e de débito, cujo número de transações saltou 16,8% no ano passado. O volume de operações com cartões de crédito aumentou 16,2%, enquanto o total de transações com cartões de débito cresceu em ritmo ainda maior: 21.3%.

As transferências eletrônicas, que englobam as transferências entre contas-correntes e o uso de DOC (documento de crédito, transações entre contas de bancos diferentes) subiram 9,3% no ano passado. O débito automático, pagamento de contas por meio de débitos autorizados na conta-corrente, aumentou 15,9% em 2011.

No acumulado de cinco anos, a utilização dos meios eletrônicos de pagamento tem aumentado ainda mais. Entre 2006 e 2011, o volume de operações com cartões de débito saltou 149% nesse período, enquanto o uso de cartões de crédito crescer 113%. As transferências eletrônicas subiram 60%, mas o Banco Central não forneceu o crescimento acumulado das operações de débito direto porque, em 2009, novas modalidades de transações com débito automático passaram a ser permitidas, o que provocaria distorções nos dados.

No mesmo período, o cheque vem perdendo importância nas transações bancárias. De 2006 e 2011, as emissões de cheques caíram 28%, considerando as compensações entre contas de um mesmo banco. De acordo com o BC, no entanto, os cheques têm se restringido a pagamentos de maior valor. O valor médio por folha emitida saltou de R$ 623 em 2006 para R$ 1.131 no ano passado.

A pesquisa também constatou o uso cada vez mais intensivo da internet para transações bancárias. O número de operações online aumentou 21,1% no ano passado e 152% entre 2006 e 2011. Desde 2009, a internet se tornou o principal canal de atendimento bancário no país. O caixa eletrônico está em segundo lugar, mas tem perdido importância. O número de terminais em operação caiu de 174.920 em 2010 para 173.864 em 2011, retração de 0,6%.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions