A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/06/2016 08:56

Atrasada, tocha olímpica chega em Bonito mas programação é mantida

Alberto Dias
Chegada da chama olímpica na Capital na noite de ontem (24). (Foto: Alcides Neto)Chegada da chama olímpica na Capital na noite de ontem (24). (Foto: Alcides Neto)

Em solo sul-matogrossense desde a noite de sexta-feira (24), a tocha olímpica partiu para Bonito às 8h20 em helicóptero do Exército e acaba de pousar na cidade localizada a 320 quilômetros de Campo Grande. A partida do comitê olímpico para Bonito esta manhã, prevista para às 6h30, atrasou mais de uma hora, mas não deve comprometer a programação, segundo a assessoria de imprensa do prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP).

A comitiva viaja com dois helicópteros do Exército Brasileiro e quatro aviões, e deve pousar de volta em Campo Grande às 13h, para a cerimônia e início do percurso na Capital, previso para às 13h15, em frente à Base Aérea, na avenida Duque de Caixas.

Caso a programação em Bonito atrase, não influirá nos horários programados para a passagem da tocha pelas ruas da Capital, pois existe um "plano B". Conforme a assessoria da Prefeitura, o comitê Rio 2016 conta com seis lamparinas contendo o fogo olímpico. Assim, em caso de imprevistos, uma das lamparinas reservas será utilizada para acender a primeira das tochas e dar início ao trajeto de 40 quilômetros em Campo Grande, que contará com 152 condutores, pelo centro da capital e Parque das Nações Indígenas.

A passagem vai exigir interdição de vários trechos pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) para a passagem do comboio da Tocha Olímpica, que será de aproximadamente um quilômetro, com ônibus, carros de polícia, de patrocinadores e batedores.

Trajeto da tocha - Em Campo Grande, a tocha partirá da Base Aérea às 13h15 e vai seguir pela avenida Duque de Caxias, rua dos Andradas, av. Júlio de Castilhos, rua Cândido Mariano, rua Alan Kardec, rua João Rosa Pires, Praça das Araras, av. Afonso Pena, rua 13 de Maio, rua XV de Novembro, av. Calógeras, av. Costa e Silva até o campus da UFMS.


A partir da Universidade Federal, a tocha vai percorrer de ônibus uma parte do trajeto. Ela volta a ser conduzida nas ruas, no chamado trajeto 2, a partir da rua Spipe Calarge (esquina com a rua do Cruzeiro) e, depois, av. Eduardo Elias Zahran, rua Rui Barbosa, rua Dr. Aníbal, rua 14 de Julho, av. Mato Grosso, Pedro Celestino, rua Maracaju, 13 de Maio, Barão do Rio Branco, Arthur Jorge, passa pela Prefeitura de Campo Grande, av. Afonso Pena, rua Bahia, Av. Mato Grosso, rua Ceará. rua Euclides da Cunha, Rio Grande do Sul, Afonso Pena e chega ao Parque das Nações Indígenas.


A previsão é que a tocha chegue às 19h15 no Parque das Nações Indígenas. O último trecho vai ser percorrido por um índio numa canoa. Ele vai atravessar o lago do parque na embarcação. Depois, uma pira olímpica montada no local vai ser acesa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions