ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 29º

Esportes

Guanandizão retoma atividades esportivas ainda com problema de goteiras

Secretário de infraestrutura informou que em breve será publicada licitação para solucionar o problema

Por Jhefferson Gamarra | 01/10/2021 16:37
Ginásio Guanandizão após reinauguração em 2020 (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Ginásio Guanandizão após reinauguração em 2020 (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Após 6 meses funcionando como polo de vacinação contra a covid-19 em Campo Grande, o Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis, mais conhecido como Guanandizão, terá suas atividades voltadas para eventos esportivos.

O primeiro evento a reinaugurar o ginásio será nesta sexta-feira (1), com a 14° Edição dos Jogos dos Servidores Públicos Municipais, organizado pela Funesp (Fundação Municipal de Esporte). Os jogos contarão com a participação de 1.273 mil servidores municipais de 27 órgãos e secretarias.

Com o anuncio da retomada, vem à tona o grande problema do local: as famosas goteiras que jorram como cascata em dias de chuvas intensas e transformam as arquibancadas em “piscinas”, que nem mesmo a recente reforma de R$ 2,7 milhões foi capaz de solucionar.

Admitindo o problema pontual no telhado, o secretário municipal de Infraestrutura, Rudi Fiorese, informou que uma licitação para reforma será lançada em breve, que irá solucionar também o problema de isolamento acústico e de temperatura do local.

“Estamos preparando uma licitação para resolver o problema, devemos terminar agora esse mês ou mês que vêm. Dependendo do sentido e da força da chuva acontecem os vazamentos. Vamos colocar um produto sobre a cobertura, que também resolverá o problema térmico e acústico do local. Podendo receber shows e outros eventos”, garantiu o secretário.

Na avaliação do presidente da FVMS (Federação de Voleibol de Mato Grosso do Sul), José Eduardo Amâncio da Mota, conhecido como Madrugada, as goteiras são problemas que deveriam ter sido resolvidos há tempos, inclusive sendo fator determinante para colocar Campo Grande no cenário nacional de competições esportivas.

“Possivelmente vamos sediar a fase regional da Superliga Nacional C, mas não será possível realizar no ginásio devido o problema. Isso dificulta a vinda de eventos nacionais importantes. A licitação deveria ter sido feito a muito tempo, até porque uma licitação e reforma leva no mínimo 4 a 5 meses”, frisa Madrugada.

Conforme informado pela Funesp, além dos jogos dos servidores, o Guanandizão receberá ainda neste os Jogos Municipais dos Idosos, final do 1° Jogos Eletrônicos Campo-Grandenses e 42° Jogos Abertos de Campo Grande. Oficialmente não há previsão de realização de competições nacionais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário