A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

10/01/2017 15:12

Na volta da Chape aos gramados, grupo de MS participa levando amor

Intenção é levar 15 mil tsurus para entregar aos torcedores que acompanharão o amistoso na Arena Condá

Amanda Bogo
Último jogo da Chapecoense antes do trágico acidente foi contra o Palmeiras no Allianz Parque; Verdão se sagrou campeão do Brasileirão na oportunidade (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)Último jogo da Chapecoense antes do trágico acidente foi contra o Palmeiras no Allianz Parque; Verdão se sagrou campeão do Brasileirão na oportunidade (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

A última vez que a Chapecoense entrou em campo antes do acidente aéreo que matou 77 pessoas, entre eles jogadores e membros da comissão técnica da equipe, no dia 29 de novembro, foi contra o Palmeiras no Allianz Parque, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Agora, o time de Chapecó volta aos gramados contra o verdão no dia 21 deste mês, às 15h30 (MS), em amistoso na Arena Condá. Sul-mato-grossenses se mobilizaram e irão participar do evento, enviando sentimentos positivos por meio de origamis.

Os tsurus são pássaros da cultura japonesa que simbolizam a paz e são feitos com a arte oriental de dobradura de papel. A ideia é que durante a produção do origami a pessoa deve pensar apenas em sentimentos bons.

Um grupo com pessoas de Campo Grande, Naviarí e Nova Andradina produz o artesanato e leva em hospitais de Mato Grosso do Sul como forma de repassar esperança aos pacientes, assim como para presidiários, internos de Uneis, crianças de baixa renda, idosos e a comunidade em geral. Agora, a meta é a produção de 1.500 tsurus para entregar aos torcedores que estarão no estádio acompanhando o amistoso entre a Chape e o Verdão.

Lígia (ao centro) é uma das responsáveis pela produção dos 15 mil tsurus que serão levados para o amistoso (Foto: Divulgação / Eduardo Ganiko)Lígia (ao centro) é uma das responsáveis pela produção dos 15 mil tsurus que serão levados para o amistoso (Foto: Divulgação / Eduardo Ganiko)

"A ação no Estado tem objetivo de fazer origamis em formato de tsurus, e o foco é a entrega nos hospitais. Nossa ação já iria enviar kits para as famílias das vítimas do acidente, então soubemos que em Chapecó existe uma campanha para fazer tsurus e colocar no estádio. Nós propomos fazer para entregar para todos os torcedores que irão no amistoso", explicou Lígia Oizumi, uma das responsáveis pela iniciativa.

Conforme Lígia, o prazo para a produção dos origamis é até o dia 18 deste mês, e no momento cerca de mil estão prontos. “Precisamos reunir o máximo de pessoas possíveis. Mil e quinhentas fazendo dez cada ajuda, é muito rápido de fazer”, afirmou.

Para ela, a entrega dos pássaros, que será feita por um grupo de cinco colaboradores de Campo Grande que irão até Chapecó, é uma maneira de sensibilizar os torcedores e fazer com que as pessoas pensem no próximo.

“É uma forma de desejar amor, carinho. Vai ser um momento de muita emoção, eles vão relembrar a dor que eles sentiram. Não conseguimos que todas as pessoas daqui falassem com com as de lá na época, então é uma forma de demonstração de solidariedade, de desejar amor, carinho e paz”, finalizou.

Os voluntários estarão na noite desta terça-feira (10), às 19 horas, produzindo os tsurus no espaço Cocriativo Co Working, localizado na Rua Princesa Isabel, 390,centro de Campo Grande. Na quinta-feira (12), jogadores do Comercial e do Operário confirmaram que participarão da confecção dos origamis, que poderá contar ainda com a participação de atletas do Novoperário e do União ABC. 

Quem não puder ir até os locais, mas quiser produzir o artesanato de casa acompanhando vídeos tutoriais, pode fazer a entrega dos tsurus na Associação Nipo, localizada na Rua Antônio Maria Coelho, 1068, posto de coleta. Um mutirão será realizado no local no sábado (14).

Quem tiver mais dúvidas pode entrar em contato direto com Lígia pelo telefone (67) 98421-1816

Cronograma de oficinas

Terça e quarta - Co-Criativo Coworking - 19h as 20h30

Quinta - Fechado só com os jogadores de futebol dos times

Sábado - Mutirão 16h as 18h - Associação Nipo (Rua Antonio Maria Coelho)

Jogo da virada em Dourados terá homenagens ao time da Chapecoense
O tradicional "Jogo da Virada" que ocorre todo ano em Dourados, cidade que fica a 233 km de Campo Grande, terá em sua 27° edição, uma homenagem ao ti...
Avião da Chapecoense caiu por pane seca e estava com excesso de peso
Informe preliminar da investigação divulgada hoje (26) pela Aeronáutica Civil da Colômbia aponta que o avião da Chapecoense estava com excesso de pes...
Sobreviventes do voo da Chapecoense começam a voltar ao Brasil
O goleiro Jackson Follmann, um dos sobreviventes do acidente com o voo da Chapecoense, será transferido hoje (12) da Colômbia para o Brasil. A saída ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions