ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Jogo Aberto

Dilma carinhosa

Por Jogo Aberto | 05/03/2013 06:00

Carinhosa
O governador de Mato Grosso do Sul recebeu cumprimento diferente de Dilma Roussef durante viagem a Brasília na semana passada. Ao lado do presidente do PMDB, Michel Temer, e do senador José Sarney, a recepção da presidente a André Puccinelli teve direito a “meu queridinho”.

Grande estilo
A população é surpreendida ao entrar em repartições públicas de Costa Rica. O prefeito Waldeli Rosa (PR) mandou instalar banners enormes, com a imagem dele e do vice-prefeito Roberto Rodrigues (DEM) abraçados e brindando com champanhe a vitória nas últimas eleições. O questionamento é sobre o uso de prédios públicos para esses fins.

Agradinho
A assessoria da prefeitura informou ao site Hora da Notícia que o material foi colocado por ser um presente do Grupo Paraná,entregue pela própria filha do prefeito, Elizandra Thais Frezarin Rosa. Detalhe, o tal grupo é de Roberto Rodrigues.

Insuportável

Não foi fácil aguentar firme durante solenidade ontem, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, para entrega de kits de esporte a 59 prefeituras. Sem ventilação no espaço escolhido para a solenidade, as pessoas suavam em bicas.

40 graus
Não teve um que não reclamou. Para piorar, o governador André Puccinelli, que deveria chegar às 13h30, só apareceu às 14h45. Tempo suficiente para que a camisa do deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) ficasse com as costas encharcadas.

Mandado de que?
A fuga do Maníaco da Cruz em Ponta Porã levantou a dúvida: Pelo que mesmo ele é procurado? Se o rapaz já cumpriu três anos na UNEI, prazo máximo de internação de adolescentes, teoricamente ele não deve mais nada.

Santinho
Existe a determinação judicial para transferência a hospital psiquiátrico, mas isso já faz um ano e nada foi feito pelo Estado. O próprio superintendente das UNEIS, Hilton Vilassanti, diz que oficialmente não há motivo para ele voltar a ser preso e virou um dos maiores defensores de Dyonathan Celestrino. “Ele sempre teve bom comportamento, só está revoltado”, justifica.

Sanguinolento
Ontem á tarde, reportagens sobre a busca pelo rapaz, preso depois de 3 assassinatos em 2008, tirou o delegado de Ponta Porã do sério. Tinha gente dizendo que o fugitivo já estava no Paraguai e havia degolado uma vítima. “Agora, tudo o que acontecer será culpa do menino”, reclama o delegado Clemir Vieira Júnior.

Versões do Bar da Madá
Um dos barzinhos mais conhecidos de Campo Grande, o Bar da Madá, agora tem duas versões na Capital. A antiga dona do bar, que funciona na Vila Carvalho, vendeu o ponto há alguns anos e a nova proprietária continuou com a tradição do lugar. Agora, a criadora resolveu montar o Bar da Madá no bairro Santo Antônio e garante: "Esse é o original".

E o Bernal?
Alcides Bernal continua mesmo com a campanha na cabeça, literalmente. Além de usar o boné com o “11” estampado, número do partido nas eleições, agora anda por Campo Grande e até pelo interior do Estado com um boné personalizado, na cor azul, com a seguinte inscrição: "E o Bernal?".

Foto de sábado que Bernal postou em sua página no Facebook
Foto de sábado que Bernal postou em sua página no Facebook
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário