A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

12/07/2019 07:40

Da decoração ao presente, terrário fechado leva canto verde para ambientes

Depois de ganhar o primeiro jardim no pote, Léia resolveu aprender os segredos do microambiente e agora ensina aqui no Lado B.

Kimberly Teodoro
De miniaturas até garrafas, é possível cultivar um jardim inteiro dentro de um vidrinho (Foto: Reprodução Idear Festas/ Marina Nalesso)De miniaturas até garrafas, é possível cultivar um jardim inteiro dentro de um vidrinho (Foto: Reprodução Idear Festas/ Marina Nalesso)

O primeiro terrário foi presente de aniversário de um amigo. Bastou para despertar a curiosidade de quem nunca foi boa com plantas, mas se encantou com o jardim em miniatura que nunca precisa ser regado. Desde então, Léia Martinez, de 23 anos estuda para se tornar auxiliar veterinária, mas ocupa o tempo livre com a montagem dos micro-ambientes.

Entre erros e acertos, o que parecia fácil foi o fim de algumas mudas até que Léia encontrasse o equilíbrio, segredo da sobrevivência dos terrários. Com a ajuda da internet, ela pesquisou desde as espécies adequadas para o ambiente até os recipientes indicados. “Você aprende que o ideal é que você feche o vidro e não abra nunca mais, mas quando você ainda não sabe a dosagem de água ele acaba encharcando o ambiente e você precisa abrir para que as raízes não apodreçam”, explica.

Depois de entender o “mecanismo da coisa”, ela resolveu investir em miniaturas e em parceria com um amigo decorador, produziu 40 lembrancinhas para um aniversário infantil. A opção que promete virar tendência na decoração, além dar mais vida ao ambiente também é um jeito de oferecer ao convidado um mimo mais durável e que, ao em vez de ficar guardado em uma gaveta, é capaz de florescer.

Depois de fechado, a umidade produzida pelas plantas é suficiente para criar o ambiente ideal. Depois de fechado, a umidade produzida pelas plantas é suficiente para criar o ambiente ideal.
Os microambientes podem ser usados na confecção de chaveiros, lembrancinhas ou decoração.Os microambientes podem ser usados na confecção de chaveiros, lembrancinhas ou decoração.

Das miniaturas, Léia passou aos tamanhos maiores, utilizando de potes esquecidos na cozinha até garrafas nos mais diversos formatos, a única “exigência” é que a boca seja larga o suficiente para que os elementos sejam posicionados. “O cuidado é simples e na hora de fazer o que conta é a criatividade”.

Diferente do tipo mais popular de terrário, feito com suculentas, aqui as queridinhas da jardinagem de interiores são proibidas. Isso porque o ambiente dentro dos vidros fechados é semelhante à uma floresta tropical, e pode apodrecer raízes e folhas. Léia recomenda espécies que gostem de sombra, calor e umidade como musgos, fitônia e unha de gato.

O Lado B descomplicou a montagem de terrários de suculentas, para relembrar é só clicar aqui. Agora, se os jardins fechados também despertaram a sua curiosidade, é só dar play no vídeo abaixo.

Léia estuda para ser auxiliar veterinária, mas ocupa o tempo livre com a produção de terrários. Léia estuda para ser auxiliar veterinária, mas ocupa o tempo livre com a produção de terrários.
Potes de cozinha viram jardins cheios de vida para decorar qualquer ambiente.Potes de cozinha viram jardins cheios de vida para decorar qualquer ambiente.

Passo-a-passo: Comece pela escolha do recipiente, que pode ser desde uma garrafa, até um pote esquecido na cozinha ou uma bomboniere, esta última é pouco recomendada por não ter uma tampa capaz de vedar o ar no interior do vidro e deixar escapar a umidade, mas se você ainda sentir segurança em “trancafiar” a plantinha, pode ser ideal para o primeiro terrário.

Escolha a planta de acordo com o vidro, não é prático que ela cresça mais que o ambiente a que está condicionada. A dica de Léia é começar com os musgos, espécie fácil de pegar e se adaptar à umidade.

Limpe o vidro para remover as manchas de digitais, em seguida “forre” o fundo com uma camada de cascalho de um ou dois centímetros, para evitar que o ambiente encharque. Por cima do cascalho, faça uma manta com um tecido leve ou tela fina, para que a terra não se misture às pedrinhas e impossibilite a drenagem da água. Só então coloque a terra com um pouco de substrato indicado para o tipo de planta escolhida.

O ideal é que os vidros sejam vedados, para evitar que a umidade escape (Foto: Reprodução Instagram)O ideal é que os vidros sejam vedados, para evitar que a umidade escape (Foto: Reprodução Instagram)
Cada camada de terra e cascalho pode ser posicionada para que além de útil, fique visualmente agradável.Cada camada de terra e cascalho pode ser posicionada para que além de útil, fique visualmente agradável.
Os recipientes menores precisam da ajuda de uma pinça para encaixar os elementos.Os recipientes menores precisam da ajuda de uma pinça para encaixar os elementos.

Com o auxílio de uma pinça ou mesmo das mãos, dependendo do tamanho da abertura da boca do recipiente, posicione as plantas uma à uma. Nessa parte o que vale é a imaginação para decorar o mini jardim. Veja algumas referências na galeria no fim da matéria.

Antes de fechar, rege o terrário com a ajuda de um conta gotas ou um algodão encharcado, isso facilitará na hora de dosar a quantidade de água, evitando que o excesso mate as plantas. Limpe novamente o vidro e feche bem.

Escolha um canto da casa bem iluminado, mas nunca exponha o jardim fechado diretamente ao sol. O calor em excesso pode queimar as plantas.

Acompanhe o trabalho de Léia pelo instagram @leiamartinezlembranca, clicando aqui.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.