ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Comportamento

Alunos da tradicional escola Arlindo se reencontram depois de 30 anos

Alunos dos anos 80 e 90 se reencontraram, mas da única forma que a pandemia estão permitindo atualmente, que é virtual

Por Lucas Mamédio | 02/11/2020 07:12
Alunos durante o período em que estudavam no Arlindo (Foto: Arquivo Pessoal)
Alunos durante o período em que estudavam no Arlindo (Foto: Arquivo Pessoal)

A Escola Estadual Arlindo de Andrade Gomes, no Lar do Trabalhador, fará 50 anos este ano. O presente, no entanto, foi para alguns alunos que se reencontraram depois de mais de 30 anos.

Isso mesmo, alunos dos anos 80 e 90 se reencontraram, mas da única forma que a pandemia estão permitindo atualmente, que é virtual. Já são 56 ex-alunos e também alguns poucos professores. A ideia nasceu com empresária Alessandra Fagundes Barros, de 44 anos, que estudou no Arlindo nos anos 90.

Boletim de um aluno dos anos 90 (Foto: Arquivo Pessoal)
Boletim de um aluno dos anos 90 (Foto: Arquivo Pessoal)

“Eu estava reunida com mais duas amigas há cerca de duas semanas, então tivemos a ideia. Eu encaminhei o convite pra alguns amigos no face dizendo da intenção de abrir o grupo no WhatsApp é muita gente já foi aceitando. Aí conforme ia entrando gente, já colocava de administrador pra ela poder adicionar outro que que não tinha contato”, explica ela.

Alessandra se surpreendeu, pois achou que seria apenas alunos próximos dela, cinco ou seis. “Agora o grupo já está com professores, zeladores, alunos mais antigos como dos anos 80”.

Alessandra e Cleiton se conhecerem no Arlindo e estão casados há 20 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Alessandra e Cleiton se conhecerem no Arlindo e estão casados há 20 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

A própria vida de Alessandra conheceu marido, Cleiton Barbosa da Silva, com quem é casada há mais de 20 anos, no Arlindo. “Ele estudou pouco tempo lá. Nós tivemos um namorinho de escola, depois seguimos nossas vidas em paralelo até nos encontrarmos de novo já adultos. Foi quando namoramos de novo e hoje somos casados”.

Também com 44 anos, quem está no grupo é o servidor público Robson Lopes Mendes, que foi colega de Alessandra, mas havia perdido o contato com ela. “Eu tinha contato com apenas parte dos colegas, e foi bem legal rever essa quantidade de gente que havia perdido o contato”.

No grupo, muitos alunos estão postando fotos de como eram e como estão neste momento. Muitos também mostram documentos e adereços que utilizavam na época de alunos, como boletim com notas.

“Nós pretendemos nos ver pessoalmente com certeza, mas pelo jeito só será seguro no ano que vem. Até lá esperemos aumentar mais o grupo e relembrar esse período tão gostoso de nossas vidas.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Alunos durante festa junina nos anos 90 (Foto: Aqruivo Pessoal)
Alunos durante festa junina nos anos 90 (Foto: Aqruivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário