A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Maio de 2019

27/03/2019 09:08

Aula na faculdade desperta solidariedade e jovem faz rifa para crianças com HIV

Acadêmica montou sorteio com 3 mil números e mobilizou amigos para ajudar nas vendas

Danielle Valentim
Números são vendidos a R$ 5, cada um. (Foto: Divulgação)Números são vendidos a R$ 5, cada um. (Foto: Divulgação)

Um trabalho universitário foi o “ponta pé” para que a acadêmica de jornalismo Amanda Gonçalves, de 21 anos, conhecesse o trabalho do Lar dos Sonhos Positivos e mobilizasse uma verdadeira rede de ajuda. A ONG que atende crianças e adolescente com HIV/Aids, não recebe verba pública, e foi obrigada a mudar o modelo de atendimento devido a dívidas e escassez de recursos.

Foi durante aula da disciplina de Tópicos em Comunicação que o professor pediu que se montassem duplas para a produção de matéria sobre ONGs.

“Descobri a ONG através do trabalho da faculdade. Eu e minha dupla pesquisamos e achamos a Lar dos Sonhos Positivos. Vi que as crianças deixaram de ser assistidas diariamene na unidade, pois os funcionários não podiam ser pagos. Também vi que mesmo mudando a forma de atender as crianças [a domicílio], uma vez por mês os voluntários tentam fazer um encontro com todas as crianças com gincanas e distribuição de kits”, explica.

Na tentativa de ajudar e diante da aproximação da Páscoa, a estudante pensou em um rifa. As vendas acontecem, principalmente, na universidade. Amanda organizou uma espécie de rede de ajuda com divulgação no Facebook e distribuição de números da rifa até para os amigos comercializarem. A rifa que vale uma cesta de páscoa conta com três mil números vendidos a R$ 5 cada um.

O montante soma R$ 15 mil, apenas 15% do total da dívida, que é de R$ 90 mil. Mesmo assim, Amanda se diz confiante e já organizou alternativa para todo mundo poder ajudar.

“Eu sei que não paga toda a dívida, mas já ajuda. Algumas pessoas não se sentem confiantes em depositar o dinheiro na minha conta, então, eu decidi montar a vaquinha online. Lá a pessoa deposita R$ 25 e tem o direito a cinco números que eu envio por foto”, frisa.

A ONG - Criada em 1996, a Insituição é destinada ao atendimento a crianças e adolescentes vivendo e convivendo com HIV/Aids. Até o começo deste ano, a entidade disponibilizava transporte para escola ou creche durante a manhã e recebia as crianças no período vespertino. Agora, o atendimento é em domicílio.

Para manter as atividades, a Instituição que atende 44 crianças e 25 famílias se sustenta com a força de voluntários. Ela ficou conhecida pelo antigo nome de Afrangel (Associação Franciscanas Angelinas).

Falta recursos - No mês de janeiro, por exemplo, o lar registrou receita de R$ 15.125,10, resultado de doações de voluntários e campanhas como o “Troco Solidário”. Já o gasto apenas com salários foi de R$ 15.192,96.

A instituição recebe doações em dinheiro e de materiais, como de higiene e itens para revenda em bazar. Mensalmente, a entidade distribui cesta básica de alimentos, além de frutas, ovos e legumes para as famílias.

Para ser um colaborador mensal, é só acessar o endereço: https://apoia.se/lardossonhospositivos. As doações podem ser realizadas ainda por meio de depósito bancário: Banco Sicredi (748), agência 0911 / conta corrente 26632-1, razão social Afrangel.

A rifa – Quem se interessou em comprar a rifa basta entrar em contato com (067) 99618-5416 ou comprar diretamente pela internet no link da vaquinha AQUI.

O sorteio acontecerá na página do Lar dos Sonhos Positivos no Facebook.

Também há opção de compra por vaquinha online. (Foto: Divulgação)Também há opção de compra por vaquinha online. (Foto: Divulgação)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.