A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

10/09/2019 11:56

Cabeleireiro usa profissão para devolver autoestima diante da quimioterapia

Haysteen Luckas conheceu na manhã de hoje a Maria Eduarda que veio de Ribas do Rio Pardo para fazer a doação do cabelo

Alana Portela
O cabeleireiro Haysteen Luckas Alves Carneiro amarrando o cabelo de Maria Eduarda de Andrade Queiroz para o corte (Foto: Henrique Kawmaninami)O cabeleireiro Haysteen Luckas Alves Carneiro amarrando o cabelo de Maria Eduarda de Andrade Queiroz para o corte (Foto: Henrique Kawmaninami)

“Imagine quem está passando por uma situação difícil perder todo o cabelo?”, pergunta Haysteen Luckas Alves Carneiro. Ele é cabeleireiro há 11 anos em Campo Grande, sabe manusear a tesoura e usa a habilidade para arrecadar cabelos e doá-los ao Hospital de Câncer de Barretos, em Campo Grande. “Lá tem uma área específica onde fazem perucas”, explica.

Sempre que atende um cliente, ele comenta sobre a ação e pede autorização para ficar com os fios que forem cortados. “Assim vou juntando. A doação é para fazer a pessoa se sentir bem e enfrentar o momento difícil com um sorriso no rosto. Pra que não tem, vale muito”, afirma.

Na manhã de hoje (10), o cabeleireiro conheceu Maria Eduarda de Andrade Queiroz, 11 anos, que decidiu cortar o cabelo pela primeira vez para doar a uma pessoa com câncer. O ponto de encontro foi em barbearia do Bairro Vila Vilas Boas. “Tive vontade de cortar meu cabelo, pois minha mãe encontrou uma reportagem e tinha uma menina que está com câncer e precisa da doação”, comenta a menina.

O comprimento cabelo antes do corte  (Foto: Henrique Kawmaninami)O comprimento cabelo antes do corte (Foto: Henrique Kawmaninami)
Maria Eduarda não conteve as lágrimas (Foto: Henrique Kawmaninami)Maria Eduarda não conteve as lágrimas (Foto: Henrique Kawmaninami)

Maria Eduarda mora em Ribas do Rio Pardo, 103 quilômetros de Campo Grande, e chegou cedo para a ação. Sentou-se na cadeira e o cabeleireiro iniciou a preparação, porém ao ver a tesoura cortando seus fios não segurou as lágrimas. “Estou emocionada”, disse.

Leiliane de Andrade Lima acompanhou a filha durante o corte e relatou que Maria Eduarda sempre foi cuidadosa com o cabelo. “Ela mesmo quem cuida, faz banho de brilho. Foi ideia dela e eu respeito. Nunca tinha cortado assim, somente tirava as pontas”.

O corte escolhido para a mudança do visual foi o “Long Bob”. “Esse é na altura dos ombros, com a frente um pouco maior. É um corte universal, se dá bem com todo tipo de rosto. O cabelo dela estava na cintura. Foram cerca de 30 centímetros e dá para fazer uma boa peruca”, afirmou o Haysteen. “Neste ano, cortei sete cabelos de crianças para a mesma finalidade”, completou.

Doação - O cabelo será doado ainda hoje no Hospital do Câncer. Haysteen vai unir ao montante que conseguiu nos últimos dias e junto com Maria Eduarda e Leiliane levarão ao local. O proprietário da barbearia onde a ação ocorreu, Junior Nantes também vai acompanhar a doação.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

 

O cabeleireiro abraçando Maria Eduarda, que se emocionou ao cortar os fios (Foto: Henrique Kawaminami)O cabeleireiro abraçando Maria Eduarda, que se emocionou ao cortar os fios (Foto: Henrique Kawaminami)
Maria Eduarda segurando o cabelo que será doado (Foto: Henrique Kawaminami)Maria Eduarda segurando o cabelo que será doado (Foto: Henrique Kawaminami)
Maria Eduarda de visual novo  (Foto: Divulgação)Maria Eduarda de visual novo (Foto: Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.