ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Comportamento

Homem que ficou famoso por colocar presas é de Iguatemi

Tatuador vira um orco, monstro diabólico que é figura bem conhecida no universo de "O Senhor dos Anéis"

Por Raul Delvizio | 04/11/2020 09:24
Tatuador Örc tem 41 anos e mora na cidade de Iguatemi (Foto: Reprodução/Instagram)
Tatuador Örc tem 41 anos e mora na cidade de Iguatemi (Foto: Reprodução/Instagram)

Um tatuador de 41 anos de Iguatemi, município a 360 km da Capital, ficou famoso ao ter 80% do seu corpo tatuado e com modificações extremas: com os olhos pintados de preto, bifurcou sua língua, teve a orelha cortada em formato pontiagudo, faz uso de 8 piercings e, mais recentemente, colocou um par de presas.

O homem se entitula apenas por Örc Infernall, mesmo nome do personagem do filme “Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos” (2016). O termo "orco" representa a figura diabólica de um monstro "senhor do mundo dos mortos" popularizado nos livros "O Senhor dos Anéis" e " O Hobbit", na autoria de Tolkien.

Inspiração veio da figura diabólica de um orco (Foto: Reprodução/Instagram)
Inspiração veio da figura diabólica de um orco (Foto: Reprodução/Instagram)

Örc, que já gastou quase R$ 3 mil nas modificações corporais, teve repercussão internacional após um jornal britânico divulgar uma entrevista com o tatuador sul-mato-grossense. Segundo a conversa, desde os 15 anos de idade ele já começou a se interessar por essa prática, mas só entrou de cabeça aos 35.

"O que estou mais tentando é ser eu mesmo, essas são as minhas ideias, minha inspiração, e tudo vem do coração", falou ao periódico.

Com cerca de 15 mil habitantes, a cidade onde se "choca" ao ver a figura curiosa de Örc, mas ele disse não se abalar com os olhares negativos – afinal, "pessoas más existem em toda parte e estão sempre por perto".

Örc e sua esposa Mulher Morcega (Foto: Reprodução/Instagram)
Örc e sua esposa Mulher Morcega (Foto: Reprodução/Instagram)
Pai de "carteirinha", ele possui uma filha (Foto: Reprodução/Instagram)
Pai de "carteirinha", ele possui uma filha (Foto: Reprodução/Instagram)

De acordo com a entrevista, sua família também não é muito receptiva, mas isso não impede ele de continuar a ser exatamente do jeito que quer ser – além de ter negócio próprio, esposa e uma filha linda.

"Minha mãe não gosta, meu pai tolera e meus amigos acham estranho”, considera. Assim sendo, ele dá o recado: "viva, seja feliz, viaje, ame. Faça o que você quiser. A vida passa rápido e a morte é certa”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

"Viva, seja feliz, viaje, ame. Faça o que você quiser. A vida passa rápido e a morte é certa”, disse Örc na entrevista ao folhetim britânico (Foto: Reprodução/Instagram)
"Viva, seja feliz, viaje, ame. Faça o que você quiser. A vida passa rápido e a morte é certa”, disse Örc na entrevista ao folhetim britânico (Foto: Reprodução/Instagram)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário