A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

02/07/2019 11:55

Bonito ganha pré-festival com programação extra em distritos e assentamentos

Pré-festival será realizado de 20 a 24 de julho e a programação oficial começa no dia 25 e vai até o dia 28.

Thailla Torres e Leonardo Rocha
Lenine encerra o festival (Foto: Flora Pimentel)Lenine encerra o festival (Foto: Flora Pimentel)

A 20ª edição do Festival de Inverno de Bonito acontecerá de 25 a 28 de julho com show de Chrystian e Ralf na quinta-feira (25), BaianaSystem na sexta-feira (26), Gal Costa no sábado (27) e encerra com apresentação de Lenine no domingo (28). Mas este ano haverá um pré-festival com oficinas, teatro e cinema, de 20 a 24 de julho, para contemplar distritos e assentamentos da região. O anúncio foi feito na manhã de hoje, na sede da Governadoria, durante o lançamento oficial do evento.

Ao todo serão nove dias de programação para que pessoas de Bonito e região tenham acesso às atividades. “Nós entendemos que essas pessoas que moram em assentamentos e distritos dificilmente vão ao festival, por isso, a programação do pré-festival veio para atender esse público”, explicou Mara Caseiro, presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

O pré-festival abre no assentamento ‘Guaicurus’ e no distrito ‘Águas de Miranda’ com oficinas de jogos teatrais, história em quadrinhos, grafite, mosaico, máscaras de gesso, bonecos recicláveis e cinema. Também haverá espetáculo teatral e exibição de filmes com classificação livre. Também haverá oficinas exclusivas para professores. Confira toda a programação do pré-festival clicando aqui.

Festival traz a Bonito espetáculos de dança inspirados na cultura brasileira, Bossa Nova e performances contemporâneas. Festival traz a Bonito espetáculos de dança inspirados na cultura brasileira, Bossa Nova e performances contemporâneas.

 

De 25 a 28 de julho - Completam a programação de shows do Festival de Inverno de Bonito - edição comemorativa aos 20 anos de evento, os músicos regionais do Canta Bonito,  Xiru Gaiteiro, El Trio, Fernanda Ebling, Marcia Cordeiro, Matu Miranda, Duo Callado, Guilherme Rondon e Urbem, Projeto Paralelo, Jefferson Boi, Duo Callado e Murilo Martinês, além de BNegão e Karina Buhr que são de fora de fora de Mato Grosso do Sul.

Neste ano, os homenageados são a professora Idara Duncan, os artistas plásticos Buga Peralta e Isaac de Oliveira, o músico Castelo e o históriado Elinor Nolasco Falcão, que faleceu em Bonito no mês de maio.

O festival ainda traz artesanatos, mostra de rua, galeria de artes visuais, apresentações de dança, teatro, performance, astronomia e exibições de filme. Haverão oficinas de mosaico, introdução ao cinema de animação, literatura, observação de aves e modelagem. 

Promessa - A Fundação também anunciou que já está "se preparando" para o Festival América do Sul que será realizado em novembro. Também adiantou que será lançado em agosto editais de dança, teatro e música para contratar companhias que devem percorrer os 79 municípios do Estado, além do edital do FIC (Fundo de Investimentos Culturais).

O governo não divulgou o total de investimentos para o festival. "Apesar da dificuldade financeira do país e de muitos estados terem cancelado festivais, resolvemos manter o festival em parceria com Prefeitura de Bonito e representante da cultura”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Confira a programação completa no site do festival.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.