ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 23º

Diversão

Na volta do Autocine, diversão está em curtir um cineminha a céu aberto

Quem foi na exibição do Autocine ,conta como vantagem poder curtir um filme gratis e a céu aberto

Por Bárbara Cavalcanti | 22/08/2021 10:39
Carros enfileirados na primeira sessão do Autocine Campo Grande, na UFMS. (Foto: Bárbara Cavalcanti)
Carros enfileirados na primeira sessão do Autocine Campo Grande, na UFMS. (Foto: Bárbara Cavalcanti)

Sob a luz da lua cheia, a primeira exibição de filmes no Autocine Campo Grande, na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) trouxe aquela dose de nostalgia para quem estava com saudade dessa sala de cinema a céu aberto.

Há espaço para 70 carros ou mais no estacionamento da UFMS. Na primeira noite, o público ainda foi tímido, mas quem estava presente, não deixou de expressar a felicidade em ter de volta o espaço histórico da cidade, que traz essa forma tradicional e romântica de curtir um cineminha gratuito.

A exibição começou às 19h, mas a edição hoje acontece às 18h. A entrada é liberada meia hora antes. Há staffs de apoio com lanternas em todo espaço.

Os carros ficam enfileirados para a exibição. (Foto: Bárbara Cavalcanti)
Os carros ficam enfileirados para a exibição. (Foto: Bárbara Cavalcanti)

A bióloga Maria Beatriz, de 60 anos, conheceu o lugar pela primeira vez e pontuou que o Autocine é uma opção segura, uma vez que a pandemia ainda não acabou. “É muito interessante poder assistir às coisas assim, nas atuais circunstâncias, assim ao ar livre. Gostei muito que agora tem essa opção segura e culturalmente interessante”, comentou.

A contadora Daiane Salles, de 56 anos, veio curtir o filme com o marido. Disse já ter vindo outras vezes, mas há muitos anos. “É simplesmente perfeito, ainda mais diante do momento”, expressou.

Uma das espectadoras foi a cineasta Marinete Pinheiro, que dirigiu um dos filmes exibidos, o curta-metragem “Sala dos Sonhos”. Sobre o Autocine, ressaltou a raridade de estruturas como essa. “Já vi alguns cinemas drive-thru com painéis de LED, o que não é o acontece aqui, pois aqui é uma projeção. O que eu gosto é que realmente dá a sensação de sala de cinema, é muito genial. A volta do Autocine é o que a pandemia “trouxe de bom”, por assim dizer, pois é realmente uma iniciativa louvável”, detalhou.

Os filmes exibidos fazem parte da programação especial do aniversário de Campo Grande. São eles: o curta “Sala dos Sonhos” e o longa “Espero que este te encontre e que estejas bem”, com direção de Natara Ney.

O curta é uma obra sem depoimentos, com fotografias do passado de cinemas que fizeram história na cidade e retratos de como os mesmos lugares estão hoje.

Autocine, com entrada gratuita, tem garantia de clime romântico com cinema a céu aberto. (Foto: Bárbara Cavalcanti)
Autocine, com entrada gratuita, tem garantia de clime romântico com cinema a céu aberto. (Foto: Bárbara Cavalcanti)

Já o longa, narra a história de um lote com 110 cartas de amor, que foi encontrado em uma Feira de Antiguidades, todas escritas por uma moradora de Campo Grande para o seu noivo no Rio de Janeiro e que durante dois anos, relata sobre a paixão e a distância. Começa então uma investigação para localizar o casal apaixonado e o desfecho do romance.

O Autocine fica no campus da UFMS. O filme começa às 18h, com entrada liberada meia hora antes.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário