A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

28/04/2018 13:02

Campanha recebe fotos de animais, plantas ou qualquer organismo até 2ª feira

Criada na Califórnia, a “competição” não busca as melhores fotos, mas quer reunir apaixonados pela natureza para coletar dados e valorizar a biodiversidade local

Danielle Valentim
Basta observar, registrar a natureza em todas as suas formas e inscrever as imagens produzidas no site ou no aplicativo do evento. (Foto: Sandro Von Matter)Basta observar, registrar a natureza em todas as suas formas e inscrever as imagens produzidas no site ou no aplicativo do evento. (Foto: Sandro Von Matter)

A plataforma de ciência cidadã iNaturalist, que coleta dados sobre biodiversidade em cidades e Unidades de Conservação (UC), ganhou participação de 65 novas cidades pelo mundo, entre elas Campo Grande, Mato Grosso do Sul. De ontem, sexta-feira (27), até a próxima segunda-feira (30), apaixonados pela natureza podem enviar registros de animais, plantas ou qualquer vestígio selvagem para o aplicativo do Desafio Natureza nas Cidades, criado na Califórnia em 2016, como City Nature Challenge.

Entre as novas 65 cidades dos cinco continentes, sete brasileiras: Manaus, Salvador, Rio de Janeiro, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis e São Paulo. A Campanha tem o objetivo de incentivar os moradores de cada cidade participante a registrar a presença de animais, plantas e outros organismos vivos.

O City Nature Challenge foi criado há dois anos pelas pesquisadoras Lila Higgins, do Museu de Los Angeles de História Natural, e Alison Young, da Academia de Ciências da Califórnia. Em 2017, a iniciativa reuniu 16 cidades americanas, mas seus voluntários reuniram 125 mil registros da fauna, da flora e das águas. Agora, o desafio torna-se um programa global, pois houve a adesão de mais 65 cidades.

A realização do Desafio Natureza nas Cidades no Brasil foi possível após parceria das criadoras com o pesquisador brasileiro em Conservação da Biodiversidade, Sandro Von Matter e o especialista em Ciência Cidadã, Russell E. Train Legacy Scholar.

O desafio é apenas uma das etapas do projeto do iNaturalist, que engloba uma série de campanhas voltadas a coleta de dados sobre biodiversidade em cidades e Unidades de Conservação (UC). Além de coordenador nacional do Desafio, Von Matter é o principal responsável pela tradução, adaptação e lançamento da plataforma de ciência cidadã, iNaturalist, no Brasil. Em Campo Grande o coordenador ambientalista reconhecido é José Sabino.

Você também pode acompanhar os movimentos do Desafio pelas redes sociais – Facebook e Instagram – e participar usando a hashtag #DesafioNaturezaNasCidades.

Além de envolver o grande público na revolução da ciência cidadã, com a coleta de dados ambientais, ao mesmo tempo em que procuram comunicar a Ciência de forma aberta e acessível, outro objetivo do Desafio Natureza nas Cidades é conectar as pessoas à natureza presente nas cidades – por meio da disseminação de conhecimento e da valorização da biodiversidade local.

Campanha acabou, e agora? Se quiser ir além em sua participação nesta ação global, de 1 a 3 de maio você ainda pode ajudar um time de voluntários da comunidade online na identificação de todos os registros. O resultado sai no dia seguinte, 4 de maio.

Expectativa - A organização do Desafio espera que, este ano, sejam inscritas mais de 500 mil imagens, produzidas por, pelo menos, 10 mil pessoas de todo o mundo. Os registros feitos no site e no aplicativo do evento – e que deverão indicar o nome da espécie e a localidade onde foi encontrada – serão imediatamente inseridos no Sistema Global de Informação sobre Biodiversidade (Global Biodiversity Information Facility), organização internacional dedicada à disponibilização de dados sobre biodiversidade.

Os direitos sobre as imagens produzidas são dos autores. Então, ao fazer sua inscrição no site ou no aplicativo, você pode optar por diferentes licenças de uso: seguir o padrão Creative Commons (que oferece várias opções) ou proibindo seu uso, em qualquer circunstância.

Como participar - Para participar é simples, não há regras específicas, pois a campanha não busca as melhores fotos mas sim os melhores registro de vida orgânica. Basta observar, registrar a natureza em todas as suas formas e inscrever as imagens produzidas no site ou no aplicativo do evento (Apple App Store, para sistema iOS, ou Google Play, para Android).

1. Encontre animais, plantas e outros organismos. Qualquer tipo de planta, árvores, orquídeas, capins entre outras, além de musgos, fungos, líquens, ou qualquer tipo de animal, como aves, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes, moluscos, insetos, aracnídeos, vermes, protozoários, basicamente qualquer forma de vida nativa de sua região. Incluindo evidências de vida selvagem (pegadas, conchas, penas, pelos e até animais mortos).

2. Tire uma foto do que encontrou e anote o local exato onde foi feita a descoberta. O modo mais fácil é utilizando o aplicativo do Desafio, diretamente. Mas, você também pode utilizar sua câmera fotográfica e subir as imagens e dados da localização do registro no portal iNaturalist. Lembre-se que a qualidade da foto não é essencial, o mais importante é o registro e a localização.

3. Inclua suas observações na página de sua cidade. Faça o upload de suas observações na plataformaiNaturalist, de 27 a 30 de abril. Acesse a aba CIDADES do site do Desafio e envie seus registros diretamente para a área exclusiva de sua cidade, inscrita na competição. Você pode enviar suas imagens criando uma conta em nossa plataforma de compartilhamento de dados – o iNaturalist – ou, pelo seu smartphone, no aplicativo.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions