A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/11/2013 08:38

"Não consigo entender", diz Bernal sobre nova liminar na madrugada

Kleber Clajus
Prefeito se surpreendeu com decisão tomada durante a madrugada (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)Prefeito se surpreendeu com decisão tomada durante a madrugada (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)

A suspensão da liminar, que mantém os trabalhos da Comissão Processante, na madrugada de hoje, surpreendeu o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Ele ficou sabendo da decisão em Brasilia (DF). "Não consigo entender como um recurso é concedido na madrugada quando não é caso de vida ou morte, mas sim de garantia de segurança jurídica”, disse Bernal.

Ontem à tarde, o desembargador Hidelbrando Coelho Neto concedeu liminar e determinou a suspensão da Comissão Processante, que pode levar à cassação do mandato do prefeito neste ano. A Câmara Municipal recorreu na quarta-feira à noite e obteve, por volta da 1h da madrugada de hoje, liminar do desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva para suspender os efeitos da anterior e manter o processo contra o chefe do Executivo. 

“É um absurdo, fiquei preocupado, mas ainda não recebi informação oficial e confio na Justiça do Estado”, destacou o prefeito, antes de participar de reuniões com ministros e deputados em Brasília. 

O progressista destacou que a decisão também reflete “como as coisas andam mal na Comissão Processante que debate os mesmos temas abordados exaustivamente em CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito)”. Ele também critica a comissão que “não tem interesse nos fatos e quer no final tomar o poder”.

Bernal tem depoimento na Processante previsto para às 14h de segunda-feira (25), no Plenário Edroim Reverdito.

Decisão – No despacho, o desembargador plantonista Luiz Tadeu Barbosa Silva observa que a decisão na madrugada se justifica porque “o relator plantonista examina, dentro dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, a possibilidade de conceder medidas urgentes, provisórias, até que o ato seja convalidado ou reapreciado pelo relator a quem for distribuído a ação, cuja tutela se pretende”.

A decisão também cita que “o excelentíssimo prefeito está exercendo normalmente o seu cargo e promovendo defesa no referido procedimento político-administrativo”, o que não justificaria sua suspensão.

Na madrugada, TJ recua e mantém processo de cassação de Bernal
Na madrugada, por volta da 1h da manhã, nova reviravolta no processo que pode resultar na cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). ...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Então não entendo como o Prefeito ainda diz depois de 11 meses de ADM que não
deixaram ele trabalhar ......Se não fez foi pq não teve interesse tem posto de saúde fechado e os que estão aberto esta sem coisas básicas algodão gases etc... por favor vai trabalhar mais e falar menos ... todos estão querendo ser Artistas em vez de legislador .
 
Patricia Simioli de Brito em 22/11/2013 12:04:51
Do ponto de vista estrito da Constituição Federal, o vereador pode:
Aprovar, emendar ou rejeitar o projeto de orçamento do município, que é de iniciativa do Executivo.
Definir de que forma o solo urbano deve ser ocupado: altura dos prédios, uso residencial ou comercial etc.
Fiscalizar permanentemente atos do governo – acompanhar e denunciar irregularidades da administração municipal ao Tribunal de Contas e ao Ministério Público. Exemplo: acompanhar o resultado das licitações, empenho e pagamento das firmas contratadas; acompanhar como o dinheiro é aplicado e verificar a qualidade dos serviços.
Criar normas gerais sobre concessão de serviços públicos.
Conceder títulos de homenagem aos cidadãos.
E o vereador não pode :
Alterar a estrutura administrativa da Prefeitura
Gerar despesa pública
 
Patricia Simioli de Brito em 22/11/2013 12:01:54
acho que não tem nada a ver esse negócio de oposição não deixa trabalhar, peraí gente...precisa uma cidade ficar agora parada por causa de A, B OU C, acorda gente...não tem que ficar defendendo ninguem ou acusando, agora tem mais é que mostrar serviço e cuidar da nossa MORENA, relembrando que o sr. Bernal manda tapar o nome do sr. Nelson Trad Filho, as obras que ele já fez...gente isso é coisa de criança..coisa boba ....pq ele não faz o mesmo..vai trabalhar mais fazer o que disse em sua campanha...AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR, o povo não esquece sr. prefeito...mas acho que o sr. esqueceu...enquanto isso os bairros estão sem mutirão de limpeza..estão um lixo..ruas que alagam...estão com buracos imensos...e aí...ficar brincando de mocinho e bandido...é uma CAPITAL que está em jogo.....
 
Josiane Matos em 21/11/2013 19:13:11
É simples meu caro Alcides Bernal. Lembra de quando foi cancelado a compra de remédios pelo gestor anterior?... nada mais demostra do que coisas escusas, são feitas as escondidas, na penumbra... agora o mais interessante é que para o cidadão comum, tem que aguardar o horário comercial... muito estranho isso. Vasculhem as constas bancárias... acho que sabem do que estou falando. INVESTIGUEM TAMBÉM ESSES PESSOAL AÍ QUE SE DIZEM SER VEREADORES...
 
Eduardo Semir em 21/11/2013 15:52:15
O Senhor Bernal deve se envergonhar em continuar a ser Prefeito pois um verdadeiro cidadão brasileiro não tem atitudes suspeitas sobre uma mulher de cadeira de rodas (noticiado em rede nacional). O povo merece respeito.
 
suely santos/SP em 21/11/2013 15:30:40
"O governador André Puccinelli nomeou o advogado e professor universitário Luiz Tadeu Barbosa Silva, 58 anos, para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul..."

Simples assim.
 
Taiany Silva em 21/11/2013 14:50:29
A câmara deixou o cara trabalhar? não. Então como poderia ter feito grande coisa dentro de menos de um ano de mandato? Se soubesse realmente o que acontece na prefeitura, saberiam que quem perdeu não se conforma de ficar sem seus esquemas orquestrados com tanto suor e dedicação por tanto tempo, e agora o cara vem e quer acabar com tudo? imagina se vão ficar quietos.
 
Aline Schley em 21/11/2013 13:23:57
E os vereadores??? SErá que estão correspondendo às expectativas dos seus eleitores??? Não sabem fazer nada que não seja se voltar contra o prefeito, é claro que assim não tem como trabalhar...
 
Vanessa Rosa em 21/11/2013 11:22:15
É só não fazer coisa errada que não é cassado, mas no seu caso prefeito motivos para ser cassado tem muitos
 
Marcos Wild em 21/11/2013 11:01:20
Tudo isso nos mostra o tamanho da falta de respeito pelo cidadão que colocou seu voto nas urnas, só não entendo a reação do desembargador que é uma autoridade maior.
 
Teresa Moura em 21/11/2013 10:56:39
os perdedores estão desesperado e não acredita que o poder saiu das vossas mãos.
 
antonio vicente de paula em 21/11/2013 10:56:23
Não consegue entender como um recurso é concedido na madrugada? Convenhamos...Eu que não consigo entender. Acaso a justeza de uma decisão existe hora para existir? OU, acaso a decisão fosse proferida ao meio do dia, ter-se-ia modificado algo? Quem não deve não teme. Deixem a Comissão trabalhar.
 
Mauro da Cunha em 21/11/2013 10:01:56
Só gostaria de saber qual a urgência para ser decidido em plantão?! Será que não poderia ser decidido pelo mesmo desembargador em outro dia? Ou pela turma?
 
Marco Antonio em 21/11/2013 09:15:57
Na verdade, seguimento da mesma corte aproveitou a madrugada para, na pratica, reforçar a defesa da Câmara censurando de forma obliqua ou subliminar a decisão tomada por outro membro de mesma hierarquia e, que, por isso, não podia estar sujeito a critica ou observação de outro de mesma hierárquica, mas que, por vias transversas, se coloca como revisor efêmero e temporário da decisão que não lhe agrada.
 
Celso Pereira da Silva em 21/11/2013 09:13:54
Pena, pensei que já teríamos mudanças reais, quem tá amarelando contra nossa CAPITAL???
Cidadã indignada
 
Loadir Ap. Silva em 21/11/2013 09:00:52
é claro que se trata de caso de vida ou morte Sr. Prefeito, se trata da vida de quase um milhao de campograndenses que querem ver essa investigação até o fim
 
Adriano Soares em 21/11/2013 08:57:15
Bernal, o senhor não entendeu a nova liminar ?
É sempre assim, o senhor não entende nada que lhe seja contrário.
Nós também não entendemos o que o senhor pretende fazer, na condição de prefeito de nossa Capital.
O senhor nem sequer correspondeu às expectativas dos seus eleitores.
Só lhe resta a cassação, queremos coisa melhor para nossa querida Cidade Morena.
 
VALDIR VILLA NOVA em 21/11/2013 08:54:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions