A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

09/10/2018 14:23

Assembleia amplia bancada da segurança e fica mais conservadora

Nova formação terá mais deputados evangélicos e da segurança e menos de partidos de esquerda

Leonardo Rocha
Deputados Paulo Corrêa (PSDB), Eduardo Rocha (MDB) e Zé Teixeira (DEM) no plenário. Na mesa diretora Junior Mochi (MDB), Felipe Orro (PSDB), durante sessão (Foto: Luciana Nassar/ALMS)Deputados Paulo Corrêa (PSDB), Eduardo Rocha (MDB) e Zé Teixeira (DEM) no plenário. Na mesa diretora Junior Mochi (MDB), Felipe Orro (PSDB), durante sessão (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

A Assembleia vai ficar mais conservadora a partir de 2019, com os novos deputados eleitos pela população, no último domingo (07). O destaque fica por conta das bancadasa da segurança e evangélica que ampliaram os representantes no legislativo. No entanto os grupos “ruralistas” e de defesa de grandes regiões do interior continuam bem organizados.

O legislativo terá um cenário mais conservador, seguindo a tendência “nacional”, descrita pela votação expressiva aos candidatos do PSL, partido de Jair Bolsonaro, teve em todo País. Um dos exemplo na Assembleia é que os dois mais votados – Renan Contar e Carlos Alberto David – ambos do PSL, vieram respectivamente do Exército e da Polícia Militar.

Também se diminuiu a bancada de “esquerda” na Assembleia, que antes era representada pelos quatros deputados do PT, agora ficou apenas metade, com Pedro Kemp e José Almi. Outros partidos que fazem a defesa dos movimentos sociais, como PC do B, PSTU, PSOL não conseguiram eleger novamente nenhum representante.

A bancada de segurança vai dispor de quatro representantes: Renan Contar (PSL), Carlos Alberto David (PSL), José Almi (PT) e José Carlos Barbosa (DEM). O chamado grupo “evangélico”, desta vez terá três integrantes: Herculano Borges (SD), Lídio Lopes (PEN) e Antônio Vaz (PRB).

Tradicional - Os deputados “ruralistas” continuam com Zé Teixeira (DEM), Onevan de Matos (PSDB) e Paulo Corrêa (PSDB), que tem uma atuação maior no setor empresarial. A bancada da educação conta com dois professores: Rinaldo Modesto (PSDB) e Gerson Claro (PP), assim como Jamilson Name (PDT), que alega ser esta sua “principal bandeira”.

Na área da saúde e defesa animal se destacam os deputados Márcio Fernandes (MDB) e Felipe Orro (PSDB), além dos dois novatos no legislativo – João Henrique (PR) e Lucas de Lima (PP) – que durante a campanha colocaram estes temas como prioridade.

Também existem os deputados da “bancada do interior”, que representam grandes regiões fora da Capital, são eles: Renato Câmara (MDB), Marçal Filho (PSDB) e Neno Razuk (PTB) da grande Dourados, Eduardo Rocha (MDB) de Três Lagoas, Evander Vendramini (PP) de Corumbá e Londres Machado (PSD), que abrange várias cidades do interior.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions