A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

18/12/2018 13:38

Assembleia aprova reajuste no salário do governador, vice e secretários

A proposta de reajuste foi apresentada em regime de urgência na sessão de hoje pela mesa diretora

Kerolyn Araújo e Leonardo Rocha
Reajuste foi aprovado por unanimidade pelos deputados. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Reajuste foi aprovado por unanimidade pelos deputados. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Deputados estaduais de Mato Grosso do Sul aprovaram por unanimidade nesta terça-feira (18), o reajuste de 16,38% nos salários do governador, do vice e dos secretários do Estado. Com isso, o vencimento de Reinaldo Azambuja (PSDB) vai a R$ 35.462,27, e do vice e secretários para R$ 28.369,82 mensais.

Conforme Rinaldo Modesto (PSDB), líder do governo na assembleia, o reajuste atende o ''efeito cascata'' da correção dos salários dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), que também teve um aumento de 16,38%. O deputado também lembrou que o teto do Estado é de R$ 36.248,08, que é pago aos desembargadores. Azambuja já manifestou que doará metade do salário para instituições filantrópicas. 

Os deputados também aprovaram a vinculação do salário deles ao salário dos deputados federais. Hoje, eles tem direito a 75% dos salários dos deputados federais –que hoje é de R$ 33.763, o teto do funcionalismo público.

Se obedecerem o ''efeito cascata'', os parlamentares federais passarão a ter subsídio de R$ 39.293,32 e os estaduais, R$ 29.469,99 –aumento de 16,37% em relação aos atuais R$ 25.322,25 de subsídio. O reajuste, porém, ainda não foi aprovado em Brasília.

Para chegar na votação desta terça-feira foram realizadas uma sessão normal e duas extraordinárias. A proposta de reajuste foi apresentada em regime de urgência na sessão de hoje pela mesa diretora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions