A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/06/2016 12:45

CPI do Genocídio apresenta nesta tarde o relatório final dos trabalhos

Leonardo Rocha
CPI do Genocídio chega a sua fase final dos trabalhos (Foto: Wagner Guimarães/ALMS)CPI do Genocídio chega a sua fase final dos trabalhos (Foto: Wagner Guimarães/ALMS)

A CPI do Genocídio que apura se houve omissão do Estado, nos casos de violência contra os povos indígenas, do ano 2.000 até 2015, vai apresentar nesta tarde (01), a partir das 14h, o relatório final da investigação. A reunião ocorre no plenário da Assembleia Legislativa.

Quem vai apresentar o relatório é o deputado Renato Câmara (PMDB), suplente da CPI, no lugar da titular Antonieta Amorim (PMDB), que em função de licença médica não poderá comparecer ao evento. O documento foi produzido pela equipe da deputada, junto com a assessoria jurídica da comissão parlamentar.

Durante o trabalho, a CPI do Genocídio ouviu lideranças indígenas, produtores rurais, representantes de órgãos públicos e autoridades que representam as Forças de Segurança do Estado. O presidente da comissão, o deputado João Grandão (PT), ponderou que todos os setores foram ouvidos, mas só vai se manifestar sobre a conclusão da investigação, após a apresentação do relatório.

O documento será apresentado nesta quarta-feira (01) e será votado no dia 9 de junho, antes de ser encaminhado para os órgãos de controle. A CPI foi criada depois de manifestações dos grupos indígenas e dos movimentos sociais, que reclamavam da falta de elucidação de crimes contra indígenas, principalmente em função do conflito no campo.

Entre os casos mais famosos estão as mortes dos índios Oziel Gabriel, em 2013, durante reintegração de posse na Fazenda Buriti, em Sidrolândia, assim como de Simião Vilhalba, morto ano passado em Antônio João. Em ambos os casos até o momento não houve conclusão e punição aos envolvidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions