ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Política

Deputado estadual pratica nepotismo cruzado com prefeita de Sidrolândia

Contratos com escritórios de advocacia ultrapassam R$ 600 mil, enquanto professores sofrem redução de salário

Por Gabriela Couto | 19/06/2022 11:25
Progressistas: do mesmo partido, prefeita Vanda Camilo contou com a ajuda do deputado Gerson Claro para campanha eleitoral. (Foto: Divulgação)
Progressistas: do mesmo partido, prefeita Vanda Camilo contou com a ajuda do deputado Gerson Claro para campanha eleitoral. (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Gerson Claro (PP) pode responder por nepotismo cruzado com a nomeação do irmão da prefeita de Sidrolândia, seu reduto eleitoral. Desde agosto de 2021, Jadir Camilo, irmão de Vanda Camilo (PP), exerce o cargo de assessor de gabinete parlamentar XIV, símbolo PLAP.07.14, no quadro permanente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e recebe R$ 1.904,35 por mês.

Já a Prefeitura de Sidrolândia contratou o escritório Bastos, Claro & Dualibi Advogados Associados, por R$ 144 mil. A empresa tem como sócia-administradora desde 2015, a esposa do deputado, Katia Regina Bernardo Claro. O contrato foi assinado com inexigibilidade de licitação, sob a alegação da necessidade de serviços técnicos especializados.

Prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP). (Foto: Instagram)
Prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP). (Foto: Instagram)

A nomeação e o salário estão no portal da transparência da Assembleia Legislativa. Assim como o contrato com o escritório de advogados na transparência do site da prefeitura Sidrolândia.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa dos dois políticos envolvidos, mas até o momento só o deputado Gerson Claro respondeu a reportagem.

"Isso é porque estamos a 100 dias da eleição e começam essas coisas que não tem fundamento nenhum. O escritório é da minha esposa e tem contrato em mais de 20 municípios, há mais de 20 anos. Eu não tenho nada a ver com isso.  É denúncia política e vazia. Não tem ilegalidade nenhuma. O meu funcionário vai continuar trabalhando comigo", justificou Claro.

Polêmica – Sidrolândia, a 71 km de Campo Grande, virou notícia nesta semana após a Prefeitura enviar projeto em regime de urgência para a Câmara Municipal pedindo a redução do salário dos professores temporários em 24%, o equivalente a R$ 737 por mês para cada docente.

Professores protestam fora da Câmara Municipal de Sidrolândia contra a redução do salário na última terça-feira. (Foto: Sindicato dos Professores de Sidrolândia)
Professores protestam fora da Câmara Municipal de Sidrolândia contra a redução do salário na última terça-feira. (Foto: Sindicato dos Professores de Sidrolândia)

A justificativa dada pelo município foi que o índice da folha de pagamento precisava ser equilibrado para garantir as contas do município em dia e dentro do limite de responsabilidade fiscal.

Além disso, segundo a prefeitura, o reajuste reivindicado pelos professores iria impactar em R$ 300 mil por mês aos cofres do município. A prefeitura também informa que outros cortes estão previstos nos próximos meses, em todas as áreas da administração.

No entanto, o portal da transparência da cidade traz vários contratos empenhados e pagos parcialmente com escritórios de advocacia, inclusive o da esposa do deputado estadual. Ao todo são R$ 693.200,00 que a gestão de Vanda Camilo contratou e tem à disposição para a prestação dos serviços.

Respondem pela assessoria jurídica de Sidrolândia os escritórios: Carlos Pael Sociedade Individual de Advocacia, por R$ 133.200,00; o J. Remonatto Sociedade Individual de Advocacia, por R$ 120 mil; o Márcio Brito Sociedade Individual de Advocacia por R$ 216 mil; Fabio Leandro Advogados Associados por R$ 80 mil; e Bastos, Claro & Dualibi Advogados Associados, por R$ 144 mil.

Nepotismo cruzado - Diferente do nepotismo direto, que é quando a autoridade nomeia seu próprio parente, o nepotismo cruzado é aquele em que o agente público nomeia pessoa ligada a outro agente público, enquanto a segunda autoridade nomeia uma pessoa ligada por vínculos de parentescos ao primeiro agente, como troca de favores, também entendido como designações recíprocas.


Nos siga no Google Notícias