ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 17º

Política

Deputados aprovam por unanimidade orçamento do governo com uma emenda

Nove proposições do deputado João Henrique Catan (PL) anexas ao texto original foram rejeitadas

Por Gabriela Couto | 05/07/2022 10:45
Sessão ordinária da Assembleia Legislativa. (Foto: Luciana Nassar)
Sessão ordinária da Assembleia Legislativa. (Foto: Luciana Nassar)

Foi aprovado por unanimidade o projeto de LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2023 na Assembleia Legislativa, durante a sessão desta terça-feira (5). Os deputados aprovaram em segunda discussão o texto original do Poder Executivo com apenas uma emenda.

Foi acrescentado o texto do presidente da Casa de Leis, deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), que prevê acréscimo de R$ 20 milhões ao duodécimo da Defensoria Pública. As nove emendas apresentadas pelo deputado estadual João Henrique Catan (PL) foram rejeitadas. O  texto segue agora para a votação final, antes de ir para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Conforme o documento, a previsão do próximo ano é de um orçamento de R$ 22,03 bilhões. Um aumento de 19,24% em relação ao atual orçamento de R$ 18,47 bilhões. O projeto serve como orientação para a LOA (Lei Orçamentária Anual) 2023 que deve ser apresentado no segundo semestre deste ano no Legislativo.

Os parlamentares também acataram o veto do Executivo em relação ao texto do deputado estadual Lucas de Lima (PDT). O projeto que institui o mês " Julho Sem Plástico", com o objetivo de conscientizar a população acerca da necessidade de redução do uso do plástico, teve a parte que determina que o governo promova ações para incentivar o não consumo do produto retirada do texto original. A justificativa do governador é que o item ocasionaria despesas não previstas no orçamento.

Também em segunda discussão, outra proposta do Poder Executivo foi aprovada. Trata-se do Projeto de Emenda Constitucional  03/2022, que acrescenta o artigo 8º A à Constituição do Estado.

Esse dispositivo assegura, entre as competências do Estado, a de “explorar por meio de autorização, concessão e permissão os serviços de transporte rodoviário estadual, aquaviário e ferroviário dentro dos limites de seu território”. Aprovado vai ao expediente para sanção.

Nos siga no Google Notícias