A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

24/10/2018 13:06

Deputados aprovam projeto que inclui novos itens na merenda escolar

Projeto foi aprovado em primeira votação durante a sessão desta quarta-feira (24)

Leonardo Rocha
Deputados aprovaram projetos durante a sessão desta quarta-feira (Foto: Victor Chileno/ALMS)Deputados aprovaram projetos durante a sessão desta quarta-feira (Foto: Victor Chileno/ALMS)

Os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto que inclui novos itens na merenda escolar, entre eles o pescado e o creme de banana vede (biomassa), que pode ser adicionado aos molhos, bolos, biscoitos, pães, sucos e vitaminas. A proposta segue para as comissões de mérito,m para depois passar pro nova apreciação na Assembleia.

A proposta de Maurício Picarelli (PSDB) tem como objetivo melhorar a qualidade da merenda escolar, que segundo o parlamentar, pode ser feita de forma simples e barata. “Vai proporcionar uma melhor nutrição dos estudantes, além de estimular uma alimentação saudável no cotidiano, pois existem várias referências médicas e nutricionais”.

Este creme de banana verde (biomassa) é produzido depois do cozimento da fruta, ainda bem verde, em panela de pressão por 25 minutos. Depois processo o conteúdo no liquidificador para formar a pasta. Segundo o autor, a inclusão deste produto nos itens da merenda vão trazer melhorias à alimentação.

A intenção é modificar a lei de 2014 que estabelece os “gêneros alimentícios” que devem estar na merenda escolar, fazendo a inclusão dos novos itens. O projeto precisa passar por segunda votação, para depois ser encaminhada para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Parcelamento - Também foi aprovado o projeto de Renato Câmara (MDB), que especifica que os débitos relativos ao IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) não entram na lei que permite o parcelamentos de dívida de multas de trânsito, por meio do cartões de débito ou de crédito. "Foi uma forma de esclarecer que esta modalidade não faz parte da lei em vigor", justifica o autor. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions