ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  13    CAMPO GRANDE 21º

Política

"Deus sabe que fui perseguido", diz Artuzi sobre PMDB

Por Redação | 11/03/2008 09:53

A terça-feira promete ser de tensão para o deputado estadual Ari Artuzi (PDT). Hoje, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) retoma a votação sobre o processo de infidelidade partidário movido pelo PMDB. O placar já começa com dois votos contra o deputado. No último dia 4, o juiz federal Dalton Igor Kita Conrado e o juiz José Paulo Cinoti foram favoráveis à cassação. Artuzi migrou do PMDB para o PDT.