A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/02/2013 12:32

Escutas revelam mais suspeitas sobre supersecretário de Bernal

Aline dos Santos
Gustavo Freire é citado em esquema para liberar maquinários. (Foto: Reprodução)Gustavo Freire é citado em esquema para liberar maquinários. (Foto: Reprodução)
Gustavo Freire, que, atualmente, acumula os cargos de secretário de Receita e de Governo na Prefeitura de Campo Grande.Gustavo Freire, que, atualmente, acumula os cargos de secretário de Receita e de Governo na Prefeitura de Campo Grande.

Escutas da operação Vulcano, realizada pela PF (Polícia Federal) em 2008, traz mais suspeitas sobre a atuação de Gustavo Freire, que, atualmente, acumula os cargos de secretário de Receita e de Governo na Prefeitura de Campo Grande.

As denúncias são relativas ao período em que ele foi auditor da Receita Federal em Corumbá, na fronteira com a Bolívia.

Freire já foi denunciado à Justiça pelo MPF (Ministério Público Federal). A ação de improbidade pede o bloqueio de bens, ressarcimento dos valores recebidos de forma ilícita, pagamento de R$ 100 mil em danos morais coletivos e a condenação à perda da função pública.

O novo documento ao qual o Campo Grande News teve acesso relaciona Gustavo Freire ao recebimento de propina para liberar maquinários de empresa com sede em Minas Gerais, após término de obras na Bolívia.

Em uma das gravações, Freire conversa com Paulo Antônio Calhedas Gomes, funcionário da empresa em Corumbá. No diálogo, Freire diz que está “cheio de processos de admissão de temporário”. Em seguida, eles combinam de se falar pessoalmente.

Conforme análise da polícia, Gustavo Freire pede que Paulo vá até ao posto de fiscalização, provavelmente para que soubesse quantos processos havia com ele e para poder informar quando a empresa poderia fazer o pagamento da propina, para que Freire liberasse os processos. A gravação foi feita em 10 de setembro de 2008.

Em outra escuta, dois funcionários da empresa conversam a respeito do esquema. No diálogo, falam sobre a liberação dos equipamentos na Receita Federal e revelam “que pagariam mil e quinhentos dólares para levar os equipamentos da empresa que estavam nos conteiners”.

Tabela – Em outra parte da investigação, divulgada no último dia 9 pelo Campo Grande News, é atribuída a Gustavo Freire a implantação de um “tabelamento” para liberação de cargas de variados tipos de mercadorias.

De acordo com o MPF, a fraude encontrada pela Corregedoria da Receita Federal na Inspetoria de Corumbá se resumia a duas ações: rápida liberação de mercadorias e omissão nas providências fiscalizatórias necessárias, mediante pagamento de propina. 

Gustavo Freire se nega a comentar as denúncias. Já o prefeito Alcides Bernal (PP) defende a manutenção do secretário nos cargos.



Todo povo tem o governo que merece, prefeito joga a toalha junto com este secretariado cheio de falcatrua.
 
walter dittmar junior em 22/02/2013 07:27:42
É DURO DE ACREDITAR QUE UMA PESOA POSSA SER TÃO CABEÇA DURA COMO O SUPER PREFEITO BERNAL, QUE INSISTE EM MANTER UM SUPER SECRETÁRIO QUE JÁ COMEÇA A ADMINISTRAÇÃO CHEIO DE PROCESSO POR DESVIO DE R$ CONFORME PROCESSO JÁ DENUNCIADO AO MPF.
SÓ PODE ESTAR OCORRENDO QUE REALMENTE AMBOS ESTÃO EMBUIDOS DO MESMO PROPÓSITO, ADMINISTRAR EM CAUSA PRÓPRIA, NÃO SE PREOCUPANDO EM TRAZER BENEFÍCIOS À POPULAÇÃO
 
Roberto Rios em 22/02/2013 04:51:54
O Bernal esta certo. Pelo curriculum vitae do Gustavo Freire, se quero meter a mão na grana do povo, tenho que colocar no lugar apropriado um expert e que possua know how. Saudade do saudoso homem público e honesto Lúdio Martins Coelho.
 
Rinaldo Ribeiro em 22/02/2013 03:44:00
Bernal sem vergonha!!
 
Francenildo Alaor Do Santoexpedito em 21/02/2013 23:55:04
Bernal onde está a ficha limpa do seu governo? Cuidado que até quem hoje é aliado seu pode cobrar uma posição sobre essas denúncias, aí a coisa vai ficar feia. É hora de começar a ser prefeito a tomar decisões porque o povo vai cobrar, mas seja rápido porque o desgaste será grande. O silêncio está parecendo medo.
 
Wilian Regote em 21/02/2013 17:49:21
AGORA SIM ESTÁ COMO O PREFEITO SEMPRE QUIS, TODOS JUNTOS , NÃO DÁ PRA CRER QUE UMA CIDADE COMO CAMPO GRANDE CHEGOU ONDE ESTÁ POR CABEÇA DURA DA PRÓPRIA POPULAÇÃO
 
ely monteiro em 21/02/2013 17:38:51
E usam a religiao em nome do povo, se dizendo pessoas de bem, cade o vice prefeito da familia Olarte, porque nao veem explicar o que esta aconcetecedo. Nosso povo e muito ordeito e aceitam pessoas inescrupulosas na vida publica. Deveriam seguir o exemplo dos japoneses que renunciam e alguns ate se matam pelo roubo cometido contra o povo.
 
Julio Sergio Marques em 21/02/2013 17:01:44
Acho que esse secretário combina bem com o prefeito...os dois farinha do mesmo saco!
 
Patrícia Nicolau em 21/02/2013 16:38:46
Que o Gustavo Freire é um criminoso todos ja sabemos pelo que foi divulgado pela PF e MPF. O que não sabemos é porque o Gustavo Freire não esta na cadeia, como a lei libera um criminoso para assumir um cargo público ao qual o mesmo roubou e qual a participação do Bernal como o mesmo para por o mesmo no cargo?
 
Alexandre de Souza em 21/02/2013 15:18:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions