A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

02/06/2017 13:21

Estados do Brasil Central alavancam crescimento do País, avalia Reinaldo

Governador citou a força da agropecuária em evento em Palmas (TO)

Leonardo Rocha
Reinaldo discursou sobre o crescimento do Brasil, no evento em Palmas (Foto: Governo Tocantins)Reinaldo discursou sobre o crescimento do Brasil, no evento em Palmas (Foto: Governo Tocantins)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), afirmou durante evento em Palmas (TO), nesta sexta-feira (2), que os estados que fazem parte do Brasil Central foram os responsáveis pelo crescimento da economia nos três primeiros meses no Brasil, que resultou no avanço de 1% do PIB (Produto Interno Bruto), divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

"Se olharmos o PIB divulgado ontem (1), podemos ver o peso que teve a agropecuária. A força da agropecuária está no Brasil Central. São esses estados responsáveis pelo crescimento do Brasil”, disse Azambuja, durante evento com os governadores do bloco.

Reinaldo ponderou que os estados que fazem parte do bloco - Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Rondônia e Maranhão - são importantes para "alavancar" a sustentabilidade da economia brasileira. "Não tenho dúvidas que esse planejamento estratégico do consórcio vamos ter um avanço".

O governador ainda citou que a discussão de pautas e projetos regionais, vai ajudar os estados a ganhar competitividade. Entre os temas do encontro, estava justamente a estruturação logística, para compra de medicamentos em conjunto, para baratear o preço aos estados, assim como a integração do ecoturismo de aventura.

"Já tivemos alguns resultados importantes que as vezes passam despercebidos, como uma pauta política, que levou a aprovação da convalidação dos incentivos. Com isso deixamos de ser apenas estados produtores de matéria primária para agregar valor à nossa produção", ressaltou o tucano.

Mercado comum - O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), que preside o Brasil Central, ressaltou que o bloco está discutindo o mercado comum entre os estados, em diversas áreas, como: energia, combustível, telecomunicações, além de um parâmetro para todas as alíquotas. "Seremos uma espécie de Mercosul do Brasil Central".

A novidade deste encontro em Palmas (TO) foi a entrada do estado do Maranhão, que agora vai fazer parte do bloco. Com a mudança, o Brasil Central passa a ter sete integrantes. Participam do evento os governadores Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal), Marcelo Miranda (Tocantins), Confúcio Moura (Rondônia) e Flávio Dino (Maranhão), Pedro Taques (Mato Grosso), além de Reinaldo Azambuja.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, também esteve no encontro, para prestigiar e contribuir com a 3ª reunião do ano do Fórum dos Governadores do Brasil Central.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions