A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Abril de 2018

27/12/2017 18:31

Governador sanciona lei que institui o Plano Estadual de Cultura de MS

Proposta estabelece ações de médio e longo prazo para o setor e garante proteção e promoção do patrimônio e diversidade cultural de Mato Grosso do Sul

Humberto Marques
Reinaldo Azambuja assinou nesta quarta-feira projeto que cria o Plano Estadual de Cultura, proposta exaltada por Athayde. (Foto: Divulgação)Reinaldo Azambuja assinou nesta quarta-feira projeto que cria o Plano Estadual de Cultura, proposta exaltada por Athayde. (Foto: Divulgação)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou na tarde desta quarta-feira (27) o Plano Estadual de Cultura, que visa a definir as políticas públicas para o setor cultural de Mato Grosso do Sul. O ato foi resultado de mais de 30 anos de discussões, conforme informou a assessoria da Secretaria de Estado de Cultura.

Com a proposta, políticas de médio e longo prazo para o setor vão assegurar direitos culturais, proteção e promoção do patrimônio e diversidade cultural do Estado, reorganizando políticas públicas ao definir os papéis dos gestores, servidores, produtores e a participação da socidade na construção de projetos e ações na área da Cultura.

Além disso, espera-se garantir a aplicação contínua de recursos por meio de um fundo específico, bem como o uso de equipamentos que já integram a gestão estarual de cultura.

“Apenas sete Estados no Brasil possuem estes instrumentos que asseguram a cultura como política pública de Estado e não apenas de governo”, destacou o secretário estadual de Cultura, Athayde Nery. “Com isso, Mato Grosso do Sul passa a ser um deles e a ter a garantia de que não haverá interrupção no progresso cultural; definindo seus conselhos, fóruns e planos com uma constituição formada da cultura. Isso é uma grande vitória”.

Defesa – O Plano Estadual de Cultura, ainda segundo Athayde, também disciplinará os princípios básicos de proteção e defesa dos direitos culturais, competências dos órgãos e disposições gerais de gestão. Desta forma, espera-se dar garantia de continuidade nas ações, projetos e na preservação de equipamentos e unidades culturais.

Outro efeito esperado do plano é o aumento no acesso à produção e fomento da cultura, inserção do setor em modelos sustentáveis de desenvolvimetno socioeconômico e o acompanhamento e avaliação das políticas culturais.

Agora, destacou o secretário, a intenção é fomentar a construção dos mesmos mecanismos nos municípios. “Construiremos agora o Plano e o Sistema nas cidades do interior para que tenhamos todo o processo de pertencimento concluído”, destacou Athayde.

O plano também reforça o Sistema Estadual de Cultura, criado em setembro deste ano e que reúne todas as leis que regem as políticas do setor no Estado. A diferença entre as legislações é que a sancionada nesta quarta-feira fixa todas as diretrizes a serem seguidas nos próximos anos.

Ministério da Cultura anuncia mudanças na Lei Rouanet
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, anunciou hoje (30), na capital paulista, mudanças na aplicação da Lei Federal de Incentivo à Cultura, conhec...
Portal fará cadastramento de artistas e eventos culturais da Capital
A Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) lançou na Capital o portal do SMIIC (Sistema Municipal de Informações e Indicadores Culturais), ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions