A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 25 de Abril de 2018

13/02/2018 11:42

Maior emedebista e político incontestável, dizem senadores sobre Wilson

Ex-governador do Estado morreu na manhã desta terça-feira (13) aos 100 anos, após complicações cardíacas

Mayara Bueno
Moka, ao lado do ex-governador Wilson Martins, durante da inauguração do recapeamento da avenida Afonso Pena, em 2011. (foto: João Garrigó).
Moka, ao lado do ex-governador Wilson Martins, durante da inauguração do recapeamento da avenida Afonso Pena, em 2011. (foto: João Garrigó).

Os senadores de Mato Grosso do Sul, Waldemir Moka (MDB) e Pedro Chaves (PSC), lamentaram a morte do ex-governador do Estado, Wilson Barbosa Martins. Aos 100 anos, Dr. Wilson, como era conhecido, teve complicações cardíacas e faleceu na manhã desta terça-feira (13).

Moka iniciou seu posicionamento denominando Wilson como o "maior emedebista de MS e um dos maiores do País".

Lembrou que foi líder do governo dele na Assembleia Legislativa e que o ex-governador deixa vários legados, como lealdade, fidelidade ao partido e também respeito aos adversários.

"Era meu espelho na política sul-mato-grossense, um homem de bem e de princípios éticos e morais", encerrou o texto divulgado em sua página no Facebook.

O senador Pedro Chaves (PSC) também se manifestou na sua página. Disse que Wilson Barbosa era um "grande amigo" de sua família e que ele foi um homem "comprometido com os valores democráticos e éticos". "Foi um político incontestável. Um homem que amou Campo Grande e Mato Grosso do Sul de forma plena".

O velório do ex-governador será realizado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, o Palácio Popular da Cultura, no Parque dos Poderes, a poucos metros do local onde, em vida, o Dr. Wilson administrou Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions