ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 29º

Política

PMDB afasta presidente da ala jovem que ameaçou trocar partido pelo PT

Por Aline dos Santos | 25/02/2012 16:10

Após se declarar “insatisfeito” com os rumos do partido, Juliano Gogosz foi afastado ontem da presidência da JPMDB municipal

Após se declarar “insatisfeito” com os rumos do partido, Juliano Gogosz foi afastado ontem da presidência da Juventude do PMDB municipal, a JPMDB. Na quinta-feira, em entrevista ao Campo Grande News, Juliano ameaçou trocar o partido pelo PT.

A mudança de sigla teria as bênçãos do ex-senador Valter Pereira, que após 40 anos como peemedebista foi parar no PT em 2011. Juliano é ex-assessor de Pereira.

Ontem, o então presidente da JPMDB foi convidado a dar explicações à cúpula do partido. Conforme a assessoria, ele não compareceu à reunião marcada para 14 h. Duas horas e meia depois, o partido decidiu pelo seu afastamento. Hoje, durante reunião com representante estaduais da Juventude do PMDB, foi ratificado o afastamento de Juliano Gogosz.

Caso permaneça no partido, ele deverá responder processo no Conselho de Ética. Contudo, na última quinta-feira, Juliano sinalizou que abandonaria o PMDB. O então presidente da ala jovem afirmou que as atitudes do partido hoje não condizem com a ideologia que prega e afirma que os governantes não têm compromisso com a juventude.

Ele acredita que pode arrastar mais de 1.000 jovens para a campanha do deputado federal Vander Loubet (PT), pré-candidato à prefeitura de Campo Grande.

Autoritarismo - Ao saber do afastamento por meio da imprensa, Juliano afirma que a cúpula do PMDB agiu de forma autoritária. "São os coronéis, que não deixam o jovem expressar a sua opinião", salienta.

Ele afirma que não foi comunicado da reunião de ontem, mas, vai pedir a desfiliação do PMDB. Segundo Juliano, declarar apoio ao PT não significa traição, pois o PMDB é aliado da presidente Dilma Roussef (PT) em âmbito nacional.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário