A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/04/2014 11:29

Presidente do PT do B depõe e mantém mistério sobre investigação

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Morivaldo diz que contribuiu em depoimento, mas não revelou motivo da investigação (Foto: Marcelo Victor)Morivaldo diz que contribuiu em depoimento, mas não revelou motivo da investigação (Foto: Marcelo Victor)

O presidente estadual do PT do B, Morivaldo Firmino de Oliveira, prestou depoimento hoje (25), por volta das 9h da manhã, na sede do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), no Parque dos Poderes. Ele não revelou o motivo da sua convocação, e manteve o mistério sobre a investigação que está em curso.

“Como cidadão fiquei apreensivo quando fui notificado, agora depois do depoimento saio tranquilo, porque contribui para esclarecer dúvidas”, afirmou ele.

Assim como os demais depoentes, Morivaldo manteve o silêncio sobre a investigação, alegando que esta está correndo em segredo de justiça. O advogado do PT do B, Valdir Custódio Silva, afirmou que no caso do presidente estadual não irá precisar de um “atestado de inocência”, já que assim como os outros esteve apenas na condição de testemunha e concordou com a quebra de sigilo telefônico e fiscal.

Valdir acredita que outros vereadores também sejam chamados para depor e contribuir para investigação. Os vereadores do PT do B de Campo Grande, Eduardo Romero, Otávio Trad e Flávio César já prestaram depoimento ao Gaeco e inclusive pediram ao promotor Marcos Alex Vera, que fosse enviado um documento atestando que os parlamentares estavam apenas colaborando com as investigações.

Investigados - Até agora o Gaeco já admitiu que estão sendo investigados o prefeito Gilmar Olarte, em cuja residência foram apreendidos documentos no dia 11 de março, e o ex-assessor Ronan Feitosa, que chegou a ser preso e ouvido pelo promotor Marcos Alex Vera em São Paulo (SP).

Já convocou como testemunhas os três vereadores, o ex-assessor legislativo Ismael Faustino, o secretário municipal de Governo de Olarte, Rodrigo Pimentel, e o presidente regional do PT do B, Morivaldo Oliveira, que prestou depoimento hoje.



"Segredo de Justiça", não significa que a imprensa não acompanhe as investigações, só não pode publicar, ainda! E se bobear, certa rede de tv já esta fazendo isso e gravando tudo e isso é fantástico na imprensa livre, isso é competência e seriedade na imparcialidade...Enquanto isso outros meios de comunicação tenta amenizar a gravidade do caso!!! É esperar pra ver
 
Samuel Gomes em 25/04/2014 12:25:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions