A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/04/2016 17:06

Relatório final da CPI do Cimi deve ser votado no dia 10 de maio

Michel Faustino
Os deputados Mara Caseiro (PSDB), Paulo Corrêa (PR), Onevan de Matos (PSDB) e Pedro Kemp (PT) reuniram-se para abrir e ler as atas de duas sessões secretas, que ocorreram no decorrer dos trabalhos. (Foto: Divulgação)Os deputados Mara Caseiro (PSDB), Paulo Corrêa (PR), Onevan de Matos (PSDB) e Pedro Kemp (PT) reuniram-se para abrir e ler as atas de duas sessões secretas, que ocorreram no decorrer dos trabalhos. (Foto: Divulgação)

O relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que investiga a atuação do CIMI (Conselho Indigenista Missionário), em Mato Grosso do Sul, deve ser votado no próximo dia 10 de maio, a partir das 14h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

Os integrantes da comissão se reuniram na manhã desta quinta-feira (28) para ler as atas de duas sessões secretas, que ocorreram no decorrer dos trabalhos e definir o cronograma.

Segundo a presidente da comissão, deputada Mara Caseiro (PSDB), haverá uma sessão anterior, no dia 4, para leitura do relatório preliminar. Depois disso, os parlamentares que integram o colegiado poderão propor alterações no texto.

Encerrados os trabalhos, o relatório será encaminhado para todos os órgãos que possam tomar providências a respeito dos fatos.

"Vamos encaminhar ao Ministério Público, Presidência da República, Câmara dos Deputados, Senado, ou seja, a todos que possam agir e colaborar com soluções para que essa organização e seus tentáculos parem de pregar o ódio e a guerra no campo em nosso Estado", concluiu.

Ao todo, a CPI do Cimi promoveu 22 sessões, quando foram ouvidos delegados, indígenas, antropólogos e membros da organização investigada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions